Crédito Habitação

Melhor crédito habitação de outubro de 2019: análise mensal

melhor crédito habitação
: o Portal do Crédito não publica artigos patrocinados. O nosso conteúdo é independente e não favorece nenhuma entidade em particular.

Se está a pensar pedir um empréstimo para comprar casa, fique a par das taxas e valores praticados atualmente e descubra a nossa sugestão de melhor crédito habitação de outubro de 2019.


Comparador de Crédito

Simule sem compromissos e conheça a melhor solução de crédito para o seu pedido.

SIMULAR AGORA

Antes disso, importa dizer que o recurso ao crédito para compra ou construção de uma casa é uma decisão que tem de ser tomada de forma consciente e ponderada, pois, além de ser uma dívida (elevada) que se contrai, o seu pagamento pode durar quase uma vida.

Importa, por isso, reunir o máximo de informação possível antes de contrair um crédito habitação – até porque o que lhe interessa é pagar o mínimo pelo dinheiro que vai pedir emprestado.

Para o ajudar nesta missão, o Portal do Crédito reuniu um conjunto de simulações para que possa perceber qual é, neste momento, o melhor crédito habitação do mercado.

Fá-lo-emos todos os meses, de forma a que possa acompanhar as variações das taxas e perceber quais as instituições financeiras que oferecem efetivamente as condições mais competitivas.

A nossa análise diz, então, respeito a um crédito no valor de 150.000€ a 30 anos (360 meses), com taxa variável (indexada à Euribor).

Todavia, se precisar de fazer simulações para outros valores ou prazos de pagamento, aconselhamo-lo a fazer uso do nosso simulador de crédito, uma vez que tem acesso, em tempo real, às taxas de juro e condições das várias entidades de financiamento em Portugal.

Assim sendo, aqui fica a nossa sugestão de melhor crédito habitação para outubro de 2019.

Como escolher o melhor crédito habitação?

Antes de mais, importa esclarecer que há inúmeros fatores que influenciam o valor a pagar por um crédito habitação. Referimo-nos às questões mais técnicas, digamos assim – tal como o spread, taxas de juro e produtos associados ao crédito -, mas não só.

Importa também as garantias que está disposto a dar como contrapartida; a sua situação financeira e estabilidade salarial; o seu historial de crédito ou mesmo a idade do(s) titular(es) do empréstimo.

A propósito, sugerimos que confira os fatores que os bancos têm em consideração para conceder crédito habitação.

Dito isto, a análise que aqui apresentamos é a denominada análise base, sem qualquer tipo de bonificação associada.

Cingimo-nos, portanto, àqueles que são considerados os indicadores essenciais na análise de um crédito: o valor da Taxa Anual Efetiva Global (TAEG) e do montante que irá pagar efetivamente pelo crédito, o denominado Montante Total Imputado ao Consumidor (MTIC).

Digamos que, numa primeira fase, estes são os indicadores a não perder de vista na escolha do melhor crédito habitação. Aliás, na escolha de qualquer crédito.

Quanto mais elevados forem estes valores, mais caro é o crédito. Assim, na sua fase de pesquisa pela melhor oferta de mercado, dedique-se a procurar a TAEG e o MTIC mais baixos.

crédito habitação

Outra questão que nos parece oportuno esclarecer desde já prende-se com o spreadEncare este valor como a margem de lucro que o banco vai ter por lhe emprestar dinheiro, mas não se “assuste” com ele.

Importa, claro, que este valor seja baixo, mas questione-se sempre a que custo é que lhe estão a oferecer este “mimo”. Os bancos vão dizer-lhe que lhe baixam o spread desde que compre outros produtos (seguro de vida; cartões de crédito, por exemplo). Não se sinta compelido a aceitar de imediato tal proposta. Faça as contas com calma e avalie se o spread original não era, afinal, mais competitivo.

Nesta linha de pensamento, e para perceber qual o melhor crédito habitação no mês de outubro de 2019, analisamos as condições oferecidas por dez instituições financeiras (abaixo indicadas, por ordem alfabética).

Comparamos os resultados e analisamos os indicadores a ter em conta na escolha quer do crédito mais barato, quer do crédito mais prático (isto é, com melhor relação preço / facilidade).

Qual o melhor crédito habitação em outubro de 2019?

EntidadeSpreadTAEGValor do créditoPrestação mensal*Prazo de pagamentoMTIC
ActivoBank1,5%1,8%150.000€536,54€360 meses193.153,65€
Banco CTT1,7%2,1%150.000€520,83€360 meses187,500.00€
BPI1,9%2,6%150.000€522.08€360 meses214,151.98€
CGD1,5%2,5%150.000€591,39€360 meses212.900,96€
Crédito Agrícola1,2%2,0%150.000€555,35€360 meses199.925,58€
EuroBic1,9%2,1%150.000€555,91€360 meses200.127,86€
Millenium BCP2,2%2,4%150.000€582,77€360 meses209.796,05€
Montepio1,3%1,6%150.000€523,50€360 meses188.459,84€
Novo Banco2,0%3,1%150.000€678,98€360 meses244.433,61€
Santander1,9%2,1%150.000€554,52€360 meses199.628,27€

*Nota: Os valores relativos à TAEG e ao MTIC foram obtidos através de uma simulação nos sites oficiais das referidas instituições. Porém, de forma a uniformizar e facilitar a comparação entre créditos e a apresentar valores que efetivamente incluam todas as despesas e encargos associados ao crédito, dividimos o valor do MTIC pelo número de meses constantes no prazo de pagamento, de forma a que possa saber exatamente o montante a pagar nas prestações mensais.

Depois de comparados os resultados, podemos verificar que o melhor crédito habitação em outubro de 2019 é o crédito oferecido pelo Banco CTT. Para o mesmo montante e prazo de pagamento, o MTIC é o mais baixo (187.500€), razão pela qual é, no momento, o crédito habitação mais barato.

Uma vez que é o crédito habitação que também oferece a prestação mensal mais baixa (520,83€), este crédito do Banco CTT também pode ser considerado o mais prático (melhor relação preço / facilidade).

Qual o crédito habitação ideal para si? Veja a nossa análise

Crédito habitação do ActivoBank

EntidadeSpreadTAEGValor do créditoPrestação mensalPrazo de pagamentoMTIC
ActivoBank1,5%1,8%150.000€536,54€360 meses193.153,65€

O ActivoBank é um banco digital sob a alçada do grupo Millenium BCP. Em 2011, ganhou o prémio da World Finance Banking Awards para o “Banco mais inovador em Portugal” e da Global Finance para “Best Consumer Internet Banks, Best Website Design” e “Best in Mobile Banking”. Desde então, tem acumulado vários prémios pela inovação digital.

No que toca à oferta apresentada, é a instituição que apresenta a segunda taxa de juro mais baixa (logo a seguir ao Montepio). Todavia, esse valor não se reflete no custo total do crédito. Ocupa, a este nível, o terceiro lugar das instituições que oferecem o crédito mais barato.

Esta oferta exemplifica bem a importância de ter atenção ao MTIC na contratação de qualquer crédito, uma vez que este valor inclui todos os encargos associados ao crédito habitação.

  • Principal vantagem: processo realizado online, portanto, rápido e pouco burocrático;
  • Principal desvantagem: apesar de ter a segunda taxa de juro mais baixa, esse valor não se reflete no MTIC.

Saiba mais sobre o ActivoBank e os seus produtos de financiamento no nosso artigo.

Crédito habitação do Banco CTT

EntidadeSpreadTAEGValor do créditoPrestação mensalPrazo de pagamentoMTIC
Banco CTT1,7%2,1%150.000€520,83€360 meses187,500.00€

O Banco CTT foi recentemente distinguido com o Prémio Cinco Estrelas 2019, na categoria de Crédito Habitação. Não é, por isso, de estranhar que seja a instituição que oferece o crédito habitação mais barato, entenda-se, com o MTIC mais baixo.

Tendo em consideração o montante e o prazo indicados, o custo total do crédito é efetivamente o mais baixo (187.500€), apesar de ter uma TAEG acima da média.

A justificação desta relação talvez esteja nos encargos associados, que podem ser mais baratos do que os das restantes instituições. Além do MTIC mais baixo, também é a instituição que apresenta uma mensalidade baixa, o que faz deste crédito também o mais prático (melhor relação preço / facilidade).

  • Principal vantagem: o crédito com o custo global mais barato e com a mensalidade mais baixa;
  • Principal desvantagem: spread acima da média oferecida pelo mercado.

Crédito habitação do BPI

EntidadeSpreadTAEGValor do créditoPrestação mensalPrazo de pagamentoMTIC
BPI1,9%2,6%150.000€522.08€360 meses214,151.98€

O Banco Português de Investimentos foi criado em 1981. Há 38 anos que atua na área da banca comercial em Portugal. Em 2019, foi eleito, pelo 6º ano consecutivo, a marca bancária de maior confiança em Portugal, do estudo “Marcas de Confiança” que as Selecções do Reader’s Digest organizam há 19 anos em 15 países.

Também em abril deste ano, na 1ª Edição dos Prémios Rankia Portugal, o BPI foi distinguido com os prémios “Melhor Fundo de Ações Nacional” e “Melhor Conta Ordenado”.

Apesar de também ter recebido o prémio de melhor Crédito Habitação, o que é certo é que, no presente mês, a oferta do BPI é a terceira mais cara (quando comparada com os exemplos apresentados), logo a seguir ao crédito oferecido pela Caixa Geral de Depósitos e Novo Banco (o mais caro).

Com uma TAEG de 2,6% e um MTIC de 214,151.98€, não leva o prémio de melhor crédito habitação de outubro de 2019.

  • Principal vantagem: instituição de confiança;
  • Principal desvantagem: TAEG, MTIC e prestação mensal elevados.

Crédito habitação da CGD

EntidadeSpreadTAEGValor do créditoPrestação mensalPrazo de pagamentoMTIC
CGD1,5%2,5%150.000€591,39€360 meses212.900,96€

A Caixa Geral de Depósitos é o banco do Estado. Foi fundado em abril de 1876 e, atualmente, também conta com uma forte presença internacional, nomeadamente na Europa, em África, na América e na Ásia.

Em relação às condições apresentadas para este crédito habitação, tem uma oferta bastante cara. Aliás, é o segundo crédito mais caro da lista de bancos apresentada.

O MTIC no valor de 212,900.96€ é suportado por uma TAEG elevada e por uma prestação mensal alta (591,39€). Atendendo a estes valores, e em termos muito simples, isto significa que por cada euro que pedir emprestado à Caixa terá de pagar 1,42€.

  • Principal vantagem: instituição de confiança;
  • Principal desvantagem: o segundo crédito habitação mais caro do mês de outubro de 2019.

Crédito habitação do Crédito Agrícola

EntidadeSpreadTAEGValor do créditoPrestação mensalPrazo de pagamentoMTIC
Crédito Agrícola1,5%2,5%150.000€591,39€360 meses212.900,96€

O Grupo Crédito Agrícola é um dos principais grupos financeiros portugueses. Tem mais de 400 mil associados e 1.500.000 clientes.

Integra a Caixa Central – Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo, as 81 Caixas de Crédito Agrícola Mútuo suas Associadas, as empresas de serviços auxiliares participadas, direta ou indiretamente, pela Caixa Central, e ainda a FENACAM – Federação Nacional das Caixas de Crédito Agrícola Mútuo.

No que toca à sua oferta de crédito habitação, a taxa de juro apresentada está em linha com a média das outras instituições de crédito apontadas. Contudo, há instituições que oferecem condições mais competitivas. O crédito habitação do Crédito Agrícola é o quarto mais barato dos dez créditos apontados.

  • Principal vantagem: instituição de confiança;
  • Principal desvantagem: apesar de ter o spread mais baixo, não é o crédito mais barato.

Crédito habitação do EuroBic

EntidadeSpreadTAEGValor do créditoPrestação mensalPrazo de pagamentoMTIC
EuroBic1,9%2,1%150.000€555,91€360 meses200.127,86€

A marca EuroBic, que tem em Angola a sua origem, foi criada em 2017, apesar do Banco BIC Português S.A. ter sido constituído em janeiro de 2008, com a abertura da sua sede em Lisboa.

Em termos de soluções de financiamento tem uma oferta de crédito habitação, crédito pessoal e linhas de crédito – sobretudo direcionada para estudantes do Ensino Superior.

No que toca ao crédito para comprar casa, e tendo em consideração o montante e prazo definidos, a oferta do EuroBic para o mês de outubro não é, de todo, a mais competitiva. O MTIC ultrapassa os 200 mil euros e os valores do spread e da TAEG são elevados quando comparados com outras ofertas.

  • Principal vantagem:
  • Principal desvantagem: ocupa o quinto lugar dos créditos mais caros.

Crédito habitação do Millenium BCP

EntidadeSpreadTAEGValor do créditoPrestação mensalPrazo de pagamentoMTIC
Millenium BCP2,2%2,4%150.000€582,77€360 meses209.796,05€

O Millenium BCP foi constituído em 1985. Depois disso, uma série de aquisições estratégicas ajudou a solidificar a sua posição no mercado português e a aumentar a oferta de produtos e serviços financeiros. Atualmente, ocupa uma posição relevante no setor bancário e é considerado um banco de confiança.

Quanto à oferta do crédito habitação, não é atualmente uma das melhores opções. Ocupa o quarto lugar dos créditos mais caros do mês de outubro, com spread e TAEG bastante elevados.

  • Principal vantagem: instituição de confiança;
  • Principal desvantagem: um dos créditos mais caros do mês de outubro em todos os indicadores (spread, TAEG, MTIC, prestação mensal).

Crédito habitação do Montepio

EntidadeSpreadTAEGValor do créditoPrestação mensalPrazo de pagamentoMTIC
Montepio2,2%2,4%150.000€582,77€360 meses209.796,05€

O Montepio, ou Caixa Económica Montepio Geral (CEMG), foi fundado em 1844 como entidade anexa ao Montepio Geral – Associação Mutualista.

É detentor de um conjunto de participações de capital em entidades que não só permitem uma oferta abrangente e diversificada de produtos e serviços bancários e financeiros, como contribuem com os seus resultados para os fins mutualistas.

A sua oferta de crédito habitação é bastante competitiva. Aliás, logo a seguir ao Banco CTT, é a instituição que oferece o crédito mais barato.

O spread é o mais baixo, tal como o valor da TAEG. O MTIC é ligeiramente mais alto do que o da oferta mais competitiva, o que nos leva a crer que talvez os encargos associados à oferta sejam um pouco mais elevados.

  • Principal vantagem: condições bastante competitivas. Ocupa o segundo lugar dos crédito mais baratos do mês de outubro.
  • Principal desvantagem: –

Crédito habitação do Novo Banco

EntidadeSpreadTAEGValor do créditoPrestação mensalPrazo de pagamentoMTIC
Novo Banco2,0%3,1%150.000€678,98€360 meses244.433,61€

O Novo Banco foi fundado após a queda do Banco Espírito Santo. Além da rede com mais de 600 balcões em Portugal, dispõe ainda de uma alargada rede internacional, contando com presença física em 20 países.

Quanto à oferta de crédito habitação para o mês de outubro, e no que respeita ao montante e prazo definidos, é o crédito mais caro em todos os indicadores (spread, TAEG, MTIC e prestação mensal).

É a única oferta, cuja taxa de juro ultrapassa os três pontos percentuais, o que se traduz num crédito muito caro, dadas as condições apresentadas por outras instituições.

  • Principal vantagem:
  • Principal desvantagem: o crédito mais caro em todos os indicadores.

Crédito habitação do Santander

EntidadeSpreadTAEGValor do créditoPrestação mensalPrazo de pagamentoMTIC
Santander1,9%2,1%150.000€554,52€360 meses199.628,27€

O banco Santander Totta é uma das maiores instituições financeiras a atuar em Portugal. Conta com mais de 700 balcões e 2 milhões de clientes e está presente em mais de 40 países.

Em relação à oferta de crédito habitação, as condições são muito semelhantes às oferecidas pelo EuroBic. Apesar do MTIC não ultrapassar os 200 mil euros, continua a não ser uma das melhores ofertas, dadas as condições oferecidas por outras instituições para o mesmo montante e prazo de pagamento.

  • Principal vantagem: instituição de confiança;
  • Principal desvantagem: indicadores elevados, traduzindo-se numa oferta pouco competitiva.

casal a analisar crédito habitação no irs

A opinião do Portal do Crédito

No que toca ao crédito habitação, é natural que procure uma oferta mais prática, isto é, com uma melhor relação preço / facilidade, em que a mensalidade não pese demasiado no orçamento familiar.

Apesar de termos esta noção, não podemos deixar de lhe dizer para não tirar os olhos do MTIC, pois é o valor que vai pagar pela totalidade do crédito.

Se reparar, em relação à oferta apresentada, entre o crédito mais barato (Banco CTT) e o crédito mais caro (Novo Banco) há uma diferença de 56.933,61€, um valor muito considerável a pagar a mais ou a menos pelo mesmo crédito.

Por isso, analise a sua taxa de esforço e faça as contas, tendo em consideração as suas despesas mensais.

Artigos relacionados

Se tiver alguma dúvida ou questão, fale connosco pelo Messenger
Viviane Soares
Viviane Soares é redatora e editora, com mais de três anos de experiência na escrita de artigos de finanças pessoais. No Portal do Crédito, tem como principal objetivo disponibilizar a melhor informação sobre financiamento, de forma prática e acessível.