VoltarTodos os artigos
João Fins
Revisto por João Fins
João Fins

Licenciado em Economia e com experiência em finanças pessoais. Como redator no Portal do Crédito, tenho a missão de ajudar esclarecer as dúvidas mais comuns dos nossos leitores, no que aos diferentes tipos de crédito diz respeito.

Melhor Crédito Pessoal 2022: Onde Pedir Mais Barato?

Banner Artigo Melhor Crédito Pessoal

Em certos momentos da nossa vida, podemos necessitar de liquidez para fazer face a gastos inesperados ou a investimentos que temos em mente e “nunca saíram da gaveta”.

Pedir um empréstimo a uma entidade financeira é um processo simples, contudo, procurar pelo melhor crédito pessoal pode ser complexo.

Isto porque existem diversas variáveis como as taxas de juro, finalidades, prazos de pagamento, comissões iniciais e documentação que temos de ter em conta.

Deste modo, para o ajudar, neste artigo, vamos-lhe explicar como funciona um crédito pessoal, que requisitos e documentação precisa de cumprir e enviar, e claro, onde poderá encontrar o melhor crédito pessoal 2022 para a sua carteira.

Portal Do Crédito
Consiga o Melhor Crédito!
Avaliação Grátis 100% Online Sem Compromisso
RECOMENDADO
Simular Já
  • Pouca Burocracia
  • Financiamento em 48 Horas
  • Diversas Finalidades
  • Taxas Mais Elevadas
  • Limite de 75.000 €

Um crédito pessoal ou um empréstimo pessoal é um produto financeiro que visa financiar monetariamente as necessidades de um determinado cliente.

Ou seja, uma pessoa pede uma quantia especifica a uma entidade, e esta perante o cumprimento de determinados requisitos irá emprestar o valor solicitado.

Em troca, terá de a reembolsar através de prestações mensais pré-definidas – mais um valor em juros.

Apesar de à primeira vista parecer algo complexo para o cliente lidar, todo o processo de solicitação é simples e pode responder a necessidades de liquidez momentâneas de uma forma bastante célere.

Porém, um empréstimo deste género é considerado de alto risco para as instituições – significando taxas de juro mais elevadas que, por exemplo, num crédito habitação.

Logo, a análise e pesquisa pelo melhor crédito pessoal do mercado é essencial para conseguir poupar algumas centenas, ou mesmo, milhares de euros em juros.

  • Sem Finalidade
  • Lar
  • Educação / Formação
  • Saúde
  • Férias
  • Energias Renováveis
  • Mobiliário e Eletrodomésticos

Um crédito pessoal pode servir tanto para fazer face a despesas do dia a dia, fazer obras na sua casa de banho, pagar um curso, um tratamento de saúde ou fazer as férias de sonho que tanto deseja.

Existe assim diversas finalidades de crédito à sua disposição (a disponibilização pode variar de entidade para entidade).

Em relação aos prazos de pagamento, estes são mais curtos que num crédito habitação. Mesmo assim, nos últimos anos, a média dos prazos têm aumentado, elevando os riscos de endividamento das famílias.

Para combater este problema, o Banco de Portugal decidiu colocar limites nos prazos de pagamento aplicados pelas entidades financeiras.

Assim, desde 1 de abril de 2020:

  • Prazos máximos de 84 meses (7 anos) para grande parte das finalidades;
  • Prazos máximos de 120 meses (10 anos) para situações excecionais.

Está à procura um crédito pessoal 120 meses? Apesar das restrições em vigor, ainda é possível um empréstimo nestes moldes.

Para que uma pessoa consiga o melhor crédito pessoal possível para a sua carteira deverá estar atento a diversas componentes de um empréstimo:

  • Taxa Anual Efetiva Global (TAEG): representa o custo de todas as despesas associadas ao crédito – além do montante que efetivamente contratou;
  • Montante Total Imputado ao Consumidor (MTIC): é o valor total que terá de pagar pelo empréstimo. Quanto mais baixo for, mais barato será o crédito;
  • Comissões: algumas entidades cobram comissões iniciais que aumentam o custo real do empréstimo e que não são contabilizadas na prestação mensal.

O crédito mais barato não é aquele que lhe oferece as mensalidades mais baixas.

Outro ponto essencial para obter o melhor crédito pessoal possível é informar a entidade qual será a finalidade do empréstimo.

Isto porque um crédito pessoal sem finalidade apresenta taxas de juro mais altas que outros créditos com finalidade.

Finalidades de crédito pessoal com taxas de juro mais baratas:

Sabia Que?

Segundo o Banco de Portugal, em abril de 2022 foram solicitados 2.266 créditos deste género, +38,9% que no mesmo mês de 2021.

Finalidades de crédito pessoal com taxas de juro mais elevadas:

Sabia Que?

Segundo o Banco de Portugal, em abril de 2022 foram solicitados 36.233 créditos deste género, +15,5% que no mesmo mês de 2021.

Mas será que, na prática, a diferença mensal é assim tão grande? Vamos a um exemplo.

  • Financiamento: 10.000 €
  • Prazo de Pagamento: 84 Meses
Tipo de CréditoTAEGPrestação mensalMTIC
Crédito Pessoal Sem Finalidade10,9%163,79 €14.022,36 €
Crédito Pessoal Obras10,1%159,82 €13.688,88 €
Credito Pessoal Formação6,8%145,25 €12.465,00 €
Simulador crédito pessoal Cofidis em outubro 2022

Como podemos observar, por este exemplo, o empréstimo mais barato é o crédito pessoal para formação que, além de ter o MTIC mais baixo, é o que tem a TAEG e prestação mensal mais acessível.

Já o crédito pessoal sem finalidade é aquele que tem o crédito mais caro (14.022,36 €).

Portal Do Crédito

Todas as propostas de crédito pessoal, independentemente da finalidade, são realizadas com base no seu perfil de risco.

Deste modo, não existe um crédito ideal único para todos os clientes.

Ou seja, solicitando o mesmo montante e prazo de pagamento, o valor total a pagar poderá diferir de pessoa para pessoa.

No entanto, abaixo iremos dar um exemplo de quanto poderá custar pedir crédito pessoal sem finalidade em algumas das mais conhecidas entidades financeiras de crédito em Portugal.

  • Montante: 5.000 €
  • Prazo Pagamento: 48 Meses
Entidade FinanceiraTAEGPrestação mensalMTIC
Cofidis13,3%129,54 €6.349,92 €
Unibanco13%128,90 €6.319,57 €
ActivoBank10,2%120,38 €6.014,24 €
Credibom10,11%126,22 €6.021,12 €
Oney11,3%125,28 €6.129,90 €
CGD9,6%125,84 €5.967,10 €
Santander Totta13.3%124,05 €6.295,65 €
Simulações de crédito pessoal em outubro de 2022 (por ser facultativo, os valores apresentados encontram-se sem seguro de vida)

Ao utilizarmos o simulador de crédito pessoal das entidades, poderíamos assumir que o crédito com prestação mais baixa seria a do ActivoBank (120,38 €) e a que disponibilizava o crédito mais barato seria a CGD com um MTIC de 5,967,10 €.

Contudo, além da prestação mensal, tem de pagar o Imposto de Selo, assim como as comissões de abertura de crédito (em algumas entidades é gratuito).

Este pagamento pode ser feito logo no início do contrato, ou então pode pedir para repartir pela prestação mensal – o que faz com que a mensalidade e o MTIC subam.

Ou seja, por exemplo, no ActivoBank, teria de pagar 238,40 € logo no início do contrato. Se preferisse financiar esse valor, a prestação mensal passaria para 126,22 € (+5,84 € do que na tabela).

Portanto, existem muitas variáveis a ter em conta no momento de solicitar um crédito pessoal. Por isso, aconselhamos a que faça diversas simulações para descobrir qual o melhor crédito pessoal 2022 com base nas suas preferências e necessidades.

Hoje em dia, grande parte das entidades já têm disponíveis nos seus websites um simulador crédito pessoal que permite um cliente escolher a finalidade de crédito, o prazo de pagamento e montante a financiar.

Em tempo real um cliente consegue obter uma simulação de quanto irá pagar em taxas de juro, qual será a prestação mensal e o custo total do crédito.

Caso queira poupar tempo, pode sempre entrar em contacto com intermediárias de crédito.

Ao entrar contacto, informa que finalidade de crédito pretende, o montante e o prazo de pagamento. Com essa informação, as intermediárias irão comparar no mercado qual o melhor crédito pessoal para as suas necessidades.

Isto sem custos nem compromissos para o cliente.

Portal Do Crédito
Consiga o Melhor Crédito!
Avaliação Grátis 100% Online Sem Compromisso
RECOMENDADO
Simular Já

O desenvolvimento tecnológico veio de uma forma natural simplificar as nossas vidas.

Se hoje quiser comprar um curso, uma peça de roupa, ou uma viagem a Paris, pode fazê-lo através do seu telemóvel ou computador.

Ora, os serviços de crédito não são exceção.

Atualmente, não necessita de se deslocar a uma entidade financeira para pedir informações e obter financiamento. Sem sair de casa, pode se informar, fazer diversas simulações e contratar o melhor crédito pessoal 2022 do mercado.

Resultado?

Consegue solicitar crédito pessoal online com resposta imediata e com acesso a financiamento em menos de 48 horas após a aprovação do mesmo (na maioria das entidades financeiras).

Para obter um crédito rápido, escolha uma entidade com assinatura digital e tenha os documentos prontos a enviar assim que sejam solicitados.

Poder comprar na internet não é sinónimo direto de segurança.

Porém, pedir um crédito pela internet, além de ser algo extremamente simples e rápido, é também bastante seguro.

Para isso, basta pedir crédito pessoal em instituições financeiras certificadas pelo Banco de Portugal!

Por forma a saber que entidades financeiras estão autorizadas a atuar no nosso país, consulte a página do Banco de Portugal.

Seja com o melhor crédito pessoal, ou com melhor crédito consolidado do mercado, todos pagam impostos, comissões e taxas de juro.

Existem bastantes comissões que um cliente pode vir a pagar pelo seu crédito pessoal. Porém, por forma a atrair clientes, muitas entidades oferecem o pagamento destas.

  • Comissões de abertura de contrato;
  • Comissão de processamento de prestação;

Além disso, poderá ter de pagar seguro todos os meses da vigência do contrato.

Pedir um seguro, por norma, é facultativo/opcional, contudo, quando aplicável, é um custo a ter em conta na sua prestação mensal.

Ao contrário das comissões, os impostos são sempre algo que tem de pagar, sendo que estes serão diretamente entregues ao estado pela entidade financeira.

  • Imposto de Selo Pela Utilização do Crédito (ISUC): pago de forma diferente conforme a entidade;
  • Imposto de Selo Sobre Juros: legalmente definido (4%), será entregue ao estado por parte da entidade financeira;
  • Imposto de Selo Sobre Comissões: quando aplicável, o imposto legalmente definido (4%) é aplicado sobre as comissões pagas, sendo entregue ao estado pela entidade financeira.
  • Taxa de Amortização: caso pretenda liquidar o seu empréstimo mais cedo, de uma forma total ou parcial, em algumas entidades terá de pagar uma percentagem (até 0.5%) do valor a amortizar;
  • Taxa Anual de Encargos Efetiva Global (TAEG): esta taxa engloba a Taxa Anual Nominal (TAN) mas também outros encargos, impostos e comissões que possa ter que pagar.

Importa também realçar que, o Banco de Portugal, trimestralmente, traça taxas de juro máximas que as entidades não deverão ultrapassar.

Tipo de Crédito PessoalTAEG Máxima 3º Trimestre 2022
Educação, Saúde, Energias Renováveis e Locação Financeira de Equipamentos6,6%
Sem Finalidade, Lar, Consolidado e Outros13%
Dados facultados pelo Banco de Portugal
Portal Do Crédito

Para conseguir obter financiamento, além de ter uma taxa de esforço mínima que garanta uma estabilidade financeira para o pagamento do seu crédito pessoal, terá de cumprir com alguns requisitos e enviar alguma documentação.

  • Idade: ter entre 18 e 75 anos;
  • Residência: Portugal;
  • Situação Profissional: empregado, reformado, ou poderá ser trabalhador independente com atividade aberta há mais de 2 anos.

Além disso, a pessoa não poderá ter dividas pendentes nem estar em incumprimento de prestação de crédito.

Para as entidades financeiras terem esta informação, irão consultar o seu Mapa de Responsabilidades.

O Mapa de Responsabilidades do Banco de Portugal é um documento essencial para a entidade financeira saber se está com prestações em atraso, ou em situação de incumprimento.

Além dos requisitos, terá também de enviar alguns documentos para que a entidade financeira possa validar a sua identidade, situação financeira e enviar o dinheiro para a sua conta bancária:

  • Documento de Identificação Pessoal: cartão de cidadão;
  • Comprovativo de Morada Fiscal: cópia de fatura de água, luz ou telecomunicações;
  • Comprovativo de IBAN: obter na sua entidade financeira via multibanco ou no website da mesma;
  • Comprovativos de Rendimentos: últimos 3 recibos de vencimento ou última declaração de IRS;
  • Mapa de Responsabilidades: clicar em “Central de Responsabilidades de Crédito” no site do Banco de Portugal.

Realçamos também que, dependendo do tipo de crédito que pretender solicitar, poderá ter de mostrar evidências da sua utilização.

Exemplo: Caso peça um crédito de educação, além da documentação acima descriminada, poderá ter de enviar um comprovativo da compra do curso à entidade financeira.

Então, por forma a reduzir as burocracias, posso pedir um crédito sem finalidade?

Sim! Não é obrigado a informar onde é que vai utilizar o financiamento, todavia, como referido no início deste artigo, os créditos sem finalidade apresentam taxas mais elevadas.

Portal Do Crédito

Ao longo deste artigo, demos conta de como deve analisar um empréstimo e de algumas formas para conseguir obter um bom negócio.

Assim, abaixo deixamos um apanhado de pontos que deve ter em consideração no momento de pedir crédito pessoal:

  • Sempre que possível, escolha um crédito com finalidade. As taxas de juro aplicadas serão menores;
  • Faça uma avaliação à prestação mensal máxima que consegue pagar sem pôr em causa a sua saúde financeira. Quanto maior o prazo de pagamento mais juros irá pagar até ao fim da vigência do contrato, logo o objetivo é encontrar o ponto de equilíbrio entre o que pode pagar e o prazo para o fazer;
  • Quando vamos pedir um crédito, por vezes temos a tendência de pedir mais que o necessário. Contudo, não se esqueça que, quanto maior o montante, mais caro irá sair o empréstimo. Peça somente o essencial;
Sabia Que?

Segundo o Banco de Portugal, em 2020, 42,7% dos contratos de crédito pessoal foram concedidos para montantes entre os 1.000 € e os 5.000 €.

  • Caso lhe seja sugerido juntar ao total de crédito solicitado os custos iniciais (comissões, seguros, imposto de selo, entre outros), evite fazê-lo. Estará a aumentar o valor total do empréstimo e consequentemente os juros a pagar;
  • Existem indivíduos que “oferecem” empréstimos com taxas de juro muito baixas. Apesar de poder ser tentador, evite pedir empréstimos a particulares – existe uma boa probabilidade de ser uma burla, que o poderá complicar ainda mais as suas finanças pessoais;
  • Faça simulações e obtenha várias propostas até estar seguro que tem consigo o melhor crédito pessoal do mercado para o seu perfil de risco. Para o ajudar pode sempre entrar em contacto com uma intermediária de crédito registada.
Portal Do Crédito
Consiga o Melhor Crédito!
Avaliação Grátis 100% Online Sem Compromisso
RECOMENDADO
Simular Já

Pedir crédito pessoal, à primeira vista, pode parecer uma tarefa complexa. Mas, na verdade, é um processo cada vez mais natural, simples e intuitivo para os portugueses.

Porém, se por um lado é algo simples de ser solicitado, por outro, escolher o melhor crédito pessoal para as características da pessoa pode ser uma tarefa mais complicada.

Quando faz uma simulação pode descarregar a Ficha de Informação Normalizada (FIN) – poderá ver de uma forma descriminada todos os dados da simulação.

Outro ponto que pode ser sensível é a aprovação do seu crédito. Para que uma entidade possa aprovar, terá de ter capacidade financeira para pagar a prestação mensal.

Essa análise é feita principalmente através das suas dívidas e rendimentos atuais.

Assim, se o motivo para a solicitação do crédito for pagar outros créditos, o nosso conselho é que procure diminuir as suas prestações mensais.

Como?

Ao invés de obter uma nova dívida, a solução pode passar por juntar todos os seus créditos num só, com uma prestação mensal que pode chegar a ser menos de metade do que paga atualmente.

Para isso, terá de procurar pelo melhor banco para consolidar créditos em Portugal (leia o nosso artigo para saber mais sobre este tema).

Perguntas Frequentes

O que é um crédito pessoal?

Um crédito pessoal ou um empréstimo pessoal é um produto financeiro que visa financiar monetariamente as necessidades de um determinado cliente. Ou seja, uma pessoa pede um montante a uma entidade, e esta perante o cumprimento de determinados requisitos irá emprestar o valor.

Em troca, terá de a reembolsar o valor emprestado em prestações mensais, mais uma taxa de juro pré-acordada, durante um determinado prazo.

Como pedir um crédito pessoal?

Para pedir um crédito pessoal tem duas alternativas:

  1. Processo Presencial: deslocar-se a um banco e pedir um empréstimo (processo mais lento);
  2. Processo Digital: entrar no website de determinada entidade e solicitar uma simulação online (processo mais rápido).

Seja qual for a sua decisão, terá de indicar o montante e prazo de pagamento pretendido, o género de crédito e enviar toda a documentação que lhe for solicitada.

Quais são os custos de um crédito pessoal?

Os custos de um crédito pessoal poderão variar conforme diversos fatores, tais como:

  • Perfil do cliente;
  • Montante a solicitar;
  • Prazo de Pagamento;
  • Finalidade do crédito;

Além destes fatores que influência as taxas de juro que terá de pagar, conte com o pagamento de algumas comissões de abertura e processamento do crédito (gratuito em algumas entidades), assim como o imposto de selo sobre o crédito e os juros aplicados.

Qual a idade mínima e máxima para pedir um crédito pessoal?

Um crédito pessoal pode ser solicitado por clientes com idades compreendidas entre os 18 e os 70 anos.

Qual o prazo máximo de um crédito pessoal?

Devido ao risco de endividamento excessivo das famílias, o Banco de Portugal limitou os prazos de pagamento dos créditos pessoais a 7 anos (83 meses).

No entanto, em algumas finalidades específicas ainda é possível pedir um crédito pessoal 120 meses.

Quanto tempo demora um crédito pessoal a ser aprovado?

O tempo de aprovação de um crédito irá variar de instituição para instituição. Porém, é cada vez mais recorrente obter uma aprovação em menos de 24 horas úteis.

Além disso, destacamos que para obter o financiamento na sua conta bancária pessoal, poderá ter de esperar entre 24 a 48h úteis após a sua aprovação.

Qual a taxa de esforço para crédito pessoal?

A taxa de esforço máxima para pedir um crédito varia de entidade para entidade. Contudo, apesar da taxa ideal ser de 30% para quem pede um crédito pessoal, as entidades financeiras, por norma, começam a recusar créditos a clientes que tenham taxas de esforço superiores a 40%.

 

O que acontece se não pagar um crédito pessoal?

Se por alguma razão falhar as suas obrigações, com a entidade financeira onde adquiriu o empréstimo pessoal, entrará em incumprimento com esta.

Como consequência poderá ver o seu nome na Lista Negra do Banco de Portugal, impedindo que possa solicitar novo empréstimo no futuro.

Além disso, poderá ter o seu salário penhorado e pagar juros de mora.