VoltarTodos os artigos
João Fins
Revisto por João Fins
João Fins

Licenciado em Economia e com experiência em finanças pessoais. Como redator no Portal do Crédito, tenho a missão de ajudar esclarecer as dúvidas mais comuns dos nossos leitores, no que aos diferentes tipos de crédito diz respeito.

Simulador Taxa de Esforço: Como Calcular?

Simulador Taxa Esforço

A taxa de esforço é a relação entre os encargos com créditos e os rendimentos líquidos mensais de um dado agregado familiar. Além de ser um indicador crucial para os bancos avaliarem o risco de um crédito, é também um barómetro da sua saúde financeira.

A taxa de esforço máxima permitida para haver uma aprovação de um crédito varia conforme a entidade, garantias e género de crédito. No entanto, com o nosso Simulador Taxa de Esforço, vai poder calcular qual será a sua taxa e com isso saber a probabilidade de conseguir obter um empréstimo.

Além disso, iremos dar algumas dicas e formas de baixar a sua taxa com sucesso para conseguir o financiamento pretendido.

Se pretende obter um crédito novo, deverá informar a mensalidade desejada na secção do género do empréstimo adequada.

Se procura obter um crédito com a taxa de esforço mais saudável possível, deve sempre fazer simulações e receber propostas grátis antes de se comprometer com uma entidade.

Juntar Créditos e Poupar
Melhor Crédito Pessoal
Comparação de +10 Bancos
Grátis e Sem Compromisso
Apoio Personalizado
Escolher Finalidade
  • Despesas Gerais
  • Obras
  • Decoração
  • Eletrodomésticos e Tecnologia
  • Formação
  • Férias
  • Pagar Créditos
  • Outros
Montante

🟢 Taxa de Esforço inferior a 30%: Saudável

  • Significa que a relação do esforço entre os rendimentos líquidos e os encargos mensais é equilibrada;
  • Em caso de solicitação de crédito, quase garantidamente que terá o seu pedido aprovado.

🟡 Taxa de Esforço entre 30% a 40%: Cuidado

  • Significa que a relação do esforço entre os rendimentos e os encargos mensais não é a melhor;
  • Em caso de solicitação de crédito, a grande maioria das entidades ainda aprovam os pedidos de crédito.

🔴 Taxa de Esforço + 40%: Crítico

  • Significa que a relação do esforço entre os rendimentos e os encargos mensais está comprometida;
  • Em caso de solicitação de crédito, existe uma grande probabilidade das entidades reprovarem o pedido de crédito.

O Simulador Taxa de Esforço pode ser utilizada tanto para os cidadãos terem uma ideia geral da situação económica do seu agregado familiar como pelos bancos para avaliarem o risco de concessão de créditos aos seus clientes.

A taxa de esforço ideal não deve ultrapassar um terço do rendimento líquido mensal, ou seja, 33% (valor recomendado pelo Banco de Portugal).

A sua taxa de esforço não é a ideal? A seguir mostraremos formas de a reduzir e tornar o seu orçamento familiar mais saudável.

Devido à situação económica atual, o Banco Central reviu o cálculo da taxa de esforço para as famílias poderem aceder mais facilmente ao crédito habitação.

Neste sentido, em alguns casos a taxa máxima permitida pode chegar aos 50%.

Contudo, apesar da taxa de esforço máxima para um crédito habitação poder atualmente ser um pouco maior, aconselhamos sempre bastante precaução no momento de contratar um empréstimo com uma mensalidade muito elevada.

Quanto maior a mensalidade face aos rendimentos dos titulares do crédito, mais vulnerável o consumidor estará a imprevistos e a entrar em incumprimentos com o banco.

Quanto maior for a sua taxa de esforço, maior é o risco de incumprimento.

Realçamos também que, se procura um crédito habitação, não é por ter um empréstimo recusado no Banco A que em B o mesmo não possa ser aprovado.

Aqui entram as vantagens das intermediárias de crédito. Estas analisam o seu pedido de empréstimo, e perante o seu perfil, encontram o crédito mais barato no mercado.

Juntar Créditos e Poupar
Melhor Crédito Pessoal
Comparação de +10 Bancos
Grátis e Sem Compromisso
Apoio Personalizado
Escolher Finalidade
  • Despesas Gerais
  • Obras
  • Decoração
  • Eletrodomésticos e Tecnologia
  • Formação
  • Férias
  • Pagar Créditos
  • Outros
Montante
  • Alargar Prazo de Pagamento
  • 2º Titulares de Contrato
  • Renegociar Crédito
  • Amortizações Antecipadas
  • Rever Coberturas de Seguros
  • Consolidar os Créditos

Independentemente do género de crédito, contrair um empréstimo é sempre um momento que deve ser analisado com muito cuidado por poder ter um grande impacto no nosso orçamento mensal.

Esta análise torna-se ainda mais importante quando já nos encontramos a pagar outros créditos como o automóvel ou a habitação.

Nesse sentido, se a sua taxa de esforço é demasiado elevada para conseguir uma aprovação, saiba que existem diversas formas de melhorar a sua saúde financeira e assim facilitar a aprovação de um crédito.

Se o consumidor procura adquirir um novo empréstimo, a principal forma de conseguir baixar a sua taxa de esforço é solicitando o empréstimo com prazos de pagamento mais alargados.

Deste modo irá conseguir contratar uma mensalidade mais baixa e com um menor impacto no orçamento familiar.

Vamos a um exemplo.

Imagine que o Filipe e a Carla procuram um crédito urgente de 10.000 € e estão na seguinte situação financeira:

  • Prestação da Habitação: 500 €
  • Rendimentos Líquidos do Casal: 2.000 €

Qual será a mensalidade ideal face à sua taxa de esforço para pagar o crédito pretendido?

PrazoMensalidadeMTICTaxa de Esforço
24 Meses439,56€10.905,44€46.98%
48 Meses246,86€12.205,28€37.34%
72 Meses181,79€13.444,88€34.09%
84 Meses164,27€14.154,68€33.21%
Exemplo ilustrativo

Se este casal pretende adquirir um crédito pessoal de 10.000 € então tendo em conta os seus rendimentos e encargos atuais, sabe à partida que se pedir um crédito com prazo de pagamento de 24 meses, este será recusado.

Em contrapartida, se pedir a 84 meses, a taxa será bastante melhor.

Quanto maior o prazo de pagamento, mais caro fica o empréstimo solicitado. Logo, procure encontrar um equilíbrio entre a mensalidade e o MTIC.

Quando é solicitado um determinado crédito, as entidades financeiras vão calcular os rendimentos líquidos dos titulares do contrato para calcular o risco de incumprimento.

Por isso, por norma, colocar um único titular no contrato vai sempre fazer com que a taxa de esforço seja bastante superior.

Os empréstimos em Portugal podem ter até 2 titulares, por isso, se teme que a sua taxa seja demasiado alta para uma aprovação, coloque um segundo titular no contrato para aumentar os rendimentos disponíveis.

Caso tenha um crédito de um valor bastante elevado, pode sempre entrar em contacto com a sua entidade financeira e solicitar uma renegociação de contrato.

Tente renegociar novos prazos de pagamento, formas de baixar o spread e taxas de juro, ou mesmo pedir um período de carência.

Não se esqueça que não é do interesse da entidade financeira que o seu cliente deixe de pagar a mensalidade. Por isso, tendo problemas financeiros, este pode ser um dos primeiros caminhos a seguir.

Sabia Que:

Segundo o Banco de Portugal, em 2022 houveram 39.417 contratos renegociados. Um aumento de 17.1% face a 2021.

Caso tenha alguma poupança pode sempre amortizar os créditos que tem em vigor.

Com isso poderá baixar a sua prestação mensal, o que tem como consequência direta uma diminuição da sua taxa de esforço atual.

Sabia Que:

Segundo o Banco de Portugal, em 2022 houveram 141.952 reembolsos. Um aumento de 20.4% face a 2021.

Os seguros de proteção de crédito e seguros de vida associados ao crédito habitação podem ter um peso importante na mensalidade.

Algo que muitos consumidores não sabem é que não é obrigatório contratar um seguro de vida ou um seguro de proteção de crédito no mesmo banco onde fez os empréstimos.

Logo pode fazer sentido procurar entidades com ofertas destes seguros mais baratos e/ou renegociar os atuais.

Quanto maior for a sua idade, mais caro é o seguro de vida contratado.

Outra forma de baixar a sua taxa de esforço mensal é mediante um crédito consolidado.

Este produto financeiro permite que uma pessoa que tenha vários créditos no seu nome possa juntar a totalidade da sua dívida num novo e único contrato de crédito.

Ao fazer um novo contrato pode alargar o prazo de pagamento e com isso baixar a mensalidade em alguns casos para menos de metade.

Alguns consumidores com vários créditos ao consumo optam também por solicitar um crédito consolidado com hipoteca. Ou seja, juntar as dívidas ao seu crédito habitação.

Interessado em saber mais sobre créditos consolidados e onde arranjar o melhor para a sua carteira? Então leia o nosso artigo de Crédito Consolidado.

Imagem ilustrativa sobre o artigo de simulador taxa esforço

A maioria dos portugueses somente utiliza um simulador taxa de esforço quando procura obter um novo crédito e tem medo que os seus rendimentos atuais não cheguem para obter uma aprovação.

Isto porque permite compreender qual é a mensalidade máxima que se pode pagar sem comprometer as contas de casa.

Todavia, este não é a única utilidade destes simuladores.

Este simulador é uma ferramenta útil também para controlar o orçamento mensal de uma família.

Fazendo uma simulação de taxa de esforço regularmente, os portugueses podem ficar mais conscientes da sua saúde financeira e assim precaver possíveis incumprimentos com a banca.

Apesar de se falar desta taxa como um conceito de definição única, importa saber que existe duas formas de se calcular a taxa de esforço.

A taxa de esforço simples é um indicador calculado apenas com os rendimentos líquidos e prestações financeiras mensais. Além disso, é esta a taxa normalmente utilizada pelos bancos para avaliar a concessão ou não de um crédito.

Depreende-se daqui que, a abordagem simples tem apenas em consideração os seus encargos com créditos.

Total de Prestações Financeiras / Rendimento do Agregado Familiar * 100

Apesar de se falar mais frequentemente da abordagem simples, os credores em alguns casos podem ter consideração a taxa de esforço corrigida quando analisam o seu pedido de crédito.

Nesta simulação vão incluir, além das prestações financeiras mensais, as despesas do dia a dia, tais como:

  • Despesas com água, luz, gás;
  • Despesas com filhos;
  • Entre outros.

Deste modo, terão uma visão mais precisa sobre o risco.

Ao incluírem-se estas despesas, a taxa de esforço corrigida será sempre superior à simples (a menos que não tenha nenhum tipo de despesa, o que é pouco provável).

Total de Prestações Financeiras + Outros Encargos / Rendimento do Agregado Familiar * 100

Juntar Créditos e Poupar
Melhor Crédito Pessoal
Comparação de +10 Bancos
Grátis e Sem Compromisso
Apoio Personalizado
Escolher Finalidade
  • Despesas Gerais
  • Obras
  • Decoração
  • Eletrodomésticos e Tecnologia
  • Formação
  • Férias
  • Pagar Créditos
  • Outros
Montante

Em suma, se pensa contratar mais um crédito, aconselhamos a que avalie bem a sua taxa de esforço.

Isto porque, quanto mais realista for o cálculo da taxa de esforço, mais certezas terá sobre a sua aprovação e mais consciente estará sobre o seu bem-estar financeiro.

No entanto, não se esqueça que este cálculo pode e deve ser utilizado de forma regular para controlar os seus gastos do dia a dia.

Se a sua taxa está muito elevada, procure renegociar a fatura da água ou do gás e/ou encontrar uma tarifa de eletricidade que vá mais de encontro às suas necessidades.

Além do referido, com várias simulações na nossa calculadora, poderá saber qual a prestação máxima que pode suportar por mês.

Servindo assim de base para conhecer o valor máximo de crédito que pode solicitar em conjunto com o prazo de pagamento.

Perguntas Frequentes

O que é a taxa de esforço?

A taxa de esforço é a percentagem dos rendimentos líquidos utilizada no pagamento de encargos com créditos já contraídos. É um indicador normalmente utilizado pelos bancos para avaliar o risco de concessão de crédito.

Como é calculada a taxa de esforço?

A taxa de esforço é calculada pela seguinte fórmula: (Encargos financeiros mensais / Rendimento) x 100

Contudo, existem diversos websites com simuladores de taxa de esforço online que os cidadãos podem utilizar de forma gratuita para obterem o valor da sua taxa.

Qual a taxa de esforço máxima para uma aprovação de crédito?

A taxa de esforço máxima permitida varia de entidade para entidade. Porém, para uma maior probabilidade de aprovação e para uma melhor saúde financeira mensal do seu agregado familiar, não é aconselhável taxas superiores a 35%.

Qual a taxa de esforço máxima para crédito habitação?

Devido à situação económica atual, o cálculo da taxa de esforço máxima para as famílias poderem aceder ao crédito habitação foi revista. Neste sentido, hoje em dia a taxa máxima permitida pode chegar aos 50%.

Como posso baixar a minha taxa de esforço?

Existem diversas formas de reduzir a taxa de esforço para conseguir uma aprovação de um crédito. A principal forma é alargando o prazo de pagamento do crédito pretendido para baixar a mensalidade. Todavia, existem outras alternativas como a consolidação de créditos, renegociação de dívidas, rever o seguro de vida e/ou seguro de proteção de crédito e amortizar as dívidas existentes.

 

 

Como calcular a taxa de esforço com filhos?

Cada banco faz a sua ponderação, sendo que uns aplicam o custo médio padrão sobre número de filhos e outros aplicam um maior custo nos primeiros dois.