VoltarTodos os artigos
Viviane Soares
Revisto por Viviane Soares
Viviane Soares

Viviane Soares é redatora e editora, com mais de três anos de experiência na escrita de artigos de finanças pessoais. No Portal do Crédito, tem como principal objetivo disponibilizar a melhor informação sobre financiamento, de forma prática e acessível.

Que tipos de crédito existem? Esclarecemos 5 dos mais requisitados

que tipos de crédito existem

Escolher um crédito é uma decisão importante, saber que tipos de crédito existem é a forma mais segura de termos a certeza de que estamos a seguir o caminho certo.

Num primeiro momento, devemos perceber o que é um crédito e de seguida informarmo-nos sobre aquele que pode ser o mais adequado perante as nossas necessidades e que se irá ajustar às nossas condições.

Neste artigo vamos elucidá-lo sobre os tipos de crédito existentes no mercado financeiro, para que, no momento em que tiver de tomar uma decisão, saiba exatamente aquilo que vai ao encontro do que procura e precisa.


Portal Do Crédito

Consiga o Melhor Crédito!

Avaliação Grátis 100% Online Sem Compromisso

RECOMENDADO

Simular Já

Que tipos de crédito existem e quais as suas vantagens e desvantagens

Tal como nos indica o título, por vezes, a dúvida cai sobre que tipos de crédito existem e como é que estes podem responder às nossas necessidades.

Obviamente que saber que tipos de crédito existem é importante, não obstante devemos perceber exatamente o que é um crédito e para que serve.

Quando falamos de crédito, falamos da cedência de liquidez por parte de uma instituição financeira a um terceiro, a fim de realizar um ato de consumo ou investimento. Trata-se também de um investimento por parte das instituições e, como tal, é esperado que posteriormente exista um reembolso do valor que foi inicialmente emprestado.

No entanto, e é aqui que reside o lucro por parte das instituições financeiras, este empréstimo ao ser devolvido por parte de quem o requereu será acrescido de um valor pela utilização do capital alheio, vulgarmente chamado de juro. Explicamos-lhe como fazer o cálculo dos seus juros bancários.

A importância do crédito deve-se, principalmente, ao facto de permitir a realização de investimentos e de aquisições a quem, noutro cenário, não os poderia realizar.

Posto isto, percebemos que é natural que uma das principais funções do Banco Central Europeu seja resolver os problemas de liquidez dos bancos. Para isto, são incentivados a disponibilizar crédito à economia.

Embora pareça que existe uma série de facilidades no que diz respeito à contratação de um crédito, continua a ser uma decisão que deve ser bem pensada a fim de se fazer uma decisão eficiente.

Finalmente, e como refere o título, os créditos podem assumir diversas formas, a fim de serem aplicados consoante as necessidades e especificidades de quem o requisita.

Como tal, selecionamos 5 daqueles que podem ser considerados os créditos mais significativos.

Crédito Pessoal

Quando num primeiro momento refletimos sobre que tipos de crédito existem, este é, seguramente, o primeiro que nos vem à cabeça.

Este tipo de crédito diferencia-se dos outros por poder ser concedido para a aquisição de bens de consumo, de índole pessoal, sem nenhuma finalidade em específico.

O crédito pessoal pode ser utilizado em viagens, obras, compras de mobiliário, equipamento informático ou até mesmo ser utilizado com a finalidade de pagar dívidas em atraso.

Naturalmente, cada instituição financeira tem características e condições específicas, no entanto, damos um exemplo daquilo que podem ser os tópicos a ter em conta.

Financiamento – qualquer que seja a instituição, terá estipulado um valor mínimo e um valor máximo. Por norma, estes valores variam entre os 500€ e os 40.000€ e podem oscilar consoante o orçamento familiar de cada indivíduo.

Prazo de reembolso – mais uma vez, cada instituição estipula um prazo mínimo e um prazo máximo que pode ir dos 6 meses aos 120 meses, respectivamente.

Taxas de juro – cada instituição financeira estabelece a taxa de juro praticada, pelo que neste aspecto as taxas variam de instituição para instituição.

Todos os meses, analisamos as condições oferecidas pelas várias instituições financeiras e entidades bancárias e revelamos o melhor crédito pessoal. Confira o nosso artigo.

Dentro do crédito pessoal

Dentro do crédito pessoal, podemos ainda associar a opção de um cartão de crédito que não só facilita as transações bancárias como acaba por evitar a parte burocrática.

O cartão de crédito permite efetuar pagamentos, sem a necessidade de dinheiro físico no momento da compra. A principal vantagem do cartão de crédito é que o valor pode ser pago posteriormente ao momento da compra. Actualmente, é ainda possível encontrar cartões de crédito que não exigem que seja paga uma anuidade.

O plafond do cartão de crédito pode variar consoante o rendimento e consoante os antecedentes financeiros do cliente. Por norma, existe a opção do pagamento a 100% sem juros ou às prestações mas com juros.

Embora seja uma forma rápida de assegurarmos o pagamento de bens ou serviços, não nos devemos esquecer que o cartão de crédito é apenas um utensílio que nos dá um suporte financeiro em momentos em que não temos disponível o montante de que necessitamos.

Pode também optar por fazer uma simulação online do crédito pessoal, o que lhe dará uma noção daquilo que o mercado tem à sua disposição, até porque há vários tipos de cartões de crédito.

Crédito Habitação

Como o próprio nome indica, o crédito habitação tem como finalidade a aquisição, construção e/ou recuperação da habitação própria de quem requer o crédito.

Dado o panorama atual, com as rendas cada vez mais altas, os portugueses têm optado pela compra de casa própria, uma vez que com o financiamento dos bancos se torna mais suportável o pagamento mensal de uma renda.

Tal como no crédito pessoal, cada instituição estabelece as suas próprias condições.

Financiamento – pode ir até 100% do valor do imóvel;

Prazo de reembolso – por se trata de montantes altos, o prazo de reembolso pode ir até aos 50 anos, consoante a idade do requerente;

Taxas de juro – está associada à Euribor (3, 6 ou 12 meses) e ao spread variando consoante a instituição bancária.

credito habitacao

Crédito Automóvel

Semelhante ao crédito habitação, o crédito automóvel denuncia pelo nome o fim a que se destina. Com o crédito automóvel podemos adquirir o carro com que sempre sonhamos ou, simplesmente trocar um veículo antigo por um novo.

Seguramente dos créditos mais simples e rápidos de se obter, este financiamento é facilmente ajustável ao orçamento familiar de cada um.

Uma vez mais, damos-lhe uma ideia de como podem ser as características deste crédito.

Financiamento – vai até aos 100% do custo do automóvel, sendo ainda possível obter um financiamento de 75,000€.

Prazo de reembolso – os prazos podem variar entre os 12 e os 120 meses;

Taxas de juro – é-lhe permitido negociar o valor da taxa, bem como a propriedade do veículo.

Crédito Consolidado

O crédito consolidado tem a especificidade de aglomerar vários créditos num só, por exemplo, o crédito habitação, o crédito automóvel e o crédito pessoal.

Mas, então, como é que funciona?

Simples. Conseguindo liquidar as dívidas do crédito automóvel, do crédito pessoal e do crédito habitação, irá conseguir apenas uma única e muito baixa prestação mensal.

Para que perceba melhor este que pode ser o crédito mais complexo, explicamos-lhe as vantagens e as desvantagens:

Vantagens

  • Permite uma gestão mais eficaz do orçamento familiar;
  • Paga apenas uma mensalidade por mês;
  • A prestação mensal é mais baixa.

Desvantagens

É possível que encontre alguma dificuldade em adquirir este tipo de crédito, uma vez que é dos créditos nos quais se identificam mais prestações em atraso.

Assim sendo, o crédito consolidado foi dividido em dois grupos:

Crédito consolidado com hipoteca – esta modalidade de crédito tem como característica dar como garantia um bem imobiliário. Saiba mais sobre o que é o crédito consolidado com hipoteca.

Crédito consolidado sem hipoteca – por não serem dadas garantias, como é o caso do crédito anterior, é bastante mais difícil conseguir adquirir um crédito consolidado sem hipoteca.

Isto porque, além de muitos outros, um dos requisitos é não ter antecedentes de falhas ou atrasos no pagamento de prestações.

Crédito Estudante

Este tipo de crédito assemelha-se muito ao crédito pessoal, porém, neste caso quem irá beneficiar é o estudante que deseja prosseguir com a sua formação académica, podendo aplicar em:

  • Cursos de especialização tecnológica;
  • Licenciatura;
  • Pós-graduações;
  • Mestrado;
  • Doutoramento;
  • Programas de mobilidade e intercâmbio internacional (por exemplo, Programa Erasmus).

As condições do crédito estudante são as seguintes:

Financiamento – o montante a que pode aceder varia entre os 1000€ e os 5000€, por ano de curso e vai até um máximo de 25.000€.

Prazo de reembolso – o financiamento deve ser utilizado consoante a duração da formação para o qual foi autorizado e varia entre um e cinco anos.

Taxas de juro – a taxa de juros é fixa, com base na taxa do SWAP à qual acresce um spread que no máximo atinge um por cento.

Descubra mais sobre o crédito universitário e as suas especificidades.

credito estudante

O que ter em atenção?

Naturalmente, estes são apenas cinco dos vários créditos que existem no mercado financeiro e dos quais poderá usufruir consoante as suas necessidades (por exemplo, o crédito sénior e o crédito de apoio empresarial). No entanto, consideramos que são estes os cinco tipos a destacar entre aqueles que são os tipos de crédito existentes.

Como temos vindo a referir, as opções de crédito existentes no mercado financeiro são disponibilizadas por instituições que seguem os mesmos critérios, independentemente das condições que aplicam sobre eles.

Os critérios são simples:

Prazo da operação – longo, médio e curto;
Forma da operação – títulos, letras, etc.;
Política de concessão de crédito – estratégia de aumento / diminuição do montante em circulação.

Uma vez mais, chamamos a atenção para que antes de optar por um crédito, seja ele qual for, tome a sua decisão de forma consciente e de forma eficiente.

Para tal é possível, num primeiro momento, efetuar em diversos sites uma simulação de crédito. Experimente fazê-lo, por exemplo, no site da Cofidis.

Por fim e agora que já conhece que tipos de crédito existem, tem as ferramentas de que precisa para optar por aquele que melhor o irá servir.

Dica: está a pensar em contratar um crédito? Faça a sua simulação de crédito sem compromissos e descubra qual o crédito pessoal, consolidado ou habitação mais vantajoso para si.

Artigos relacionados