Crédito

Crédito rápido: como pedir e cuidados a ter

crédito rápido

Seja porque precisa de liquidez extra para financiar uma viagem, comprar um computador, investir num projeto profissional, seja para fazer face a uma despesa urgente (que não estava planeada), contratar um crédito rápido pode ser uma das soluções a considerar.

Este tipo de crédito oferece algumas vantagens, mas também acarreta riscos – aliás, como em qualquer outro tipo de crédito. Aconselhamos, por isso, que avalie devidamente o valor do crédito de que realmente necessita e a capacidade de resposta ao prazo de pagamento estabelecido, para, assim, não ver o seu nome manchado na “lista negra” do Banco de Portugal, caso não consiga cumprir as suas obrigações para com o credor.

Vantagens do crédito rápido

Uma das principais vantagens do crédito rápido é não precisar de justificar ao credor a razão do empréstimo ou para que finalidade servirá o dinheiro. Além disso, o acesso a este tipo de financiamento é bastante rápido, quando comparado com os trâmites normais de financiamento por parte das entidades bancárias, que podem ser morosas e excessivamente burocráticas.

Assim sendo, em termos gerais, estas são as principais vantagens do crédito rápido:

  • Acesso fácil e rápido a financiamento;
  • Flexibilidade nos prazos de pagamento;
  • Possibilidade de requerer liquidez adicional;
  • Pouca burocracia;
  • Não precisa de justificar a finalidade do empréstimo.

Mas, como não há bela sem senão, este tipo de crédito não acarreta apenas vantagens. Há que ter cuidados redobrados no momento de recorrer a esta forma de financiamento, pois, dada a rapidez e facilidade do processo – e ao facto de poder ser solicitado online -, é, por norma, bastante dispendioso.

Cuidados a ter antes de recorrer a um crédito rápido

Precisa do dinheiro o mais rapidamente possível e isso não lhe dá margem de manobra para fazer uma pesquisa exaustiva de mercado, de forma a escolher a solução mais vantajosa para as suas necessidades específicas. Este é um aspeto sobre o qual poderá ter de rever alguns procedimentos. Faça o máximo de simulações possíveis e nunca escolha a primeira oferta que lhe aparecer.

A este propósito, o nosso simulador visa identificar a entidade com as melhores condições de crédito pessoal para si, de acordo com as suas necessidades e características do seu perfil. Tem acesso, em tempo real, às taxas de juro e condições das várias entidades de financiamento em Portugal.

Além de ter a noção de que não tem tempo para fazer uma procura ponderada e devidamente informada, o crédito rápido poderá ainda levá-lo a pensar que encontrou uma solução milagrosa para os seus problemas financeiros. Isto devido ao facto de o acesso a este tipo de crédito ser extremamente simples (e rápido).

Tenha cautela, pois esta forma de financiamento tem custos elevados e, por essa razão, arriscar-se-á a acumular dívidas e a ter de enfrentar a médio prazo uma situação de sobreendividamento.

simular crédito

Crédito rápido: como solicitar e exemplos concretos

Depois de analisar atentamente os resultados das simulações e escolher o crédito mais adequado para si, o processo é relativamente simples. Necessita apenas de preencher um formulário online – no qual simula o montante e o prazo de pagamento do empréstimo a contrair -, inserir os seus dados pessoais e finalizar o seu pedido.

Posto isto, obterá, no espaço de poucos minutos, uma resposta ao seu pedido. Se for positiva terá de conferir todos os dados, imprimir o contrato, assinar e enviar o mesmo, juntamente com a cópia dos documentos solicitados para a instituição que lhe está a conceder o crédito. E assim consegue ver o seu crédito aprovado na hora.

Depois de validado o pedido, o montante solicitado será depositado na sua conta bancária no espaço de 24 a 48 horas. 

Para o ajudar na pesquisa, fizemos 3 simulações de crédito rápido e os resultados que obtivemos para um empréstimo de 5.000€ com um prazo de pagamento de 48 meses foram os seguintes:

1. Crédito rápido na Cofidis

  • TAN: 10,40%
  • TAEG: 12,8 %
  • MTIC: 6.301,92€

Prestação mensal: 128,79€.

2. Crédito rápido na Cetelem

  • TAN: 9,15%
  • TAEG: 12,1 %
  • MTIC: 6.223,68€

Prestação mensal: 125,66€.

3. Crédito rápido no Credibom

  • TAN: 8,5%
  • TAEG: 11,3 %
  • MTIC: 6.146,40€

Prestação mensal: 124,05€.

Todos os meses, analisamos as condições oferecidas pelas várias instituições financeiras e entidades bancárias e revelamos o melhor crédito pessoal. Confira o nosso artigo.

Os nossos conselhos para contratar um crédito rápido

1. Olhe para a TAEG e MTIC das várias opções que estão ao seu dispor

Uma vez que o seu objetivo principal é o de ter acesso a crédito de forma urgente, concentre-se, ainda assim, a encontrar o crédito mais barato. Deverá, em primeiro lugar, informar-se convenientemente sobre as condições associadas ao empréstimo.

Referimo-nos sobretudo à Taxa Anual Efectiva (TAEG), que representa o custo total do crédito pessoal. A este respeito, é importante que saiba que para conhecer efetivamente o custo do empréstimo, as instituições de crédito têm de lhe apresentar:

Taxa de juro anual nominal (TAN)

A taxa de juro anual nominal (TAN) representa o custo associado aos juros do empréstimo.

Taxa anual de encargos efetiva global (TAEG)

Esta taxa engloba a TAN e todos os encargos associados ao empréstimo, sendo que varia de instituição para instituição. Portanto, é essencial que identifique a mais vantajosa do mercado para o valor que irá contratar, bem como para o prazo de pagamento.

Custos incluídos na TAEG:

  • Juros
  • Comissões
  • Impostos
  • Seguros obrigatórios para o pedido de crédito
  • Comissões de manutenção de contas bancárias
  • Outras despesas associadas ao contrato de crédito

Montante Total Imputado ao Consumidor (MTIC)

O Montante Total Imputado ao Consumidor (MTIC) corresponde ao valor global que pagará pelo crédito. Isto é, a soma do montante do empréstimo e dos custos com juros, comissões, impostos, seguros e outros encargos.

Nota importante: na prática, a TAEG e o MTIC, ao refletirem os custos totais do crédito, são os principais fatores a ter em consideração no momento de comparação de diferentes propostas de crédito.

Todas estas informações devem constar da Ficha de Informação Normalizada (FINE) que as instituições são obrigadas a disponibilizar.

2. Opte por um prazo de pagamento curto

Quanto mais depressa conseguir pagar o empréstimo, menor será o custo total do crédito.

3. Tente negociar as comissões

Como há muita oferta de crédito rápido no mercado, tente sempre negociar as comissões de abertura de processo ou de manutenção e não aceite os primeiros números que lhe apresentarem.

Artigos relacionados

[adinserter block="2"]
Viviane Soares
Viviane Soares é redatora e editora, com mais de três anos de experiência na escrita de artigos de finanças pessoais. No Portal do Crédito, tem como principal objetivo disponibilizar a melhor informação sobre financiamento, de forma prática e acessível.