VoltarTodos os artigos
João Fins
Revisto por João Fins
João Fins

Licenciado em Economia e com experiência em finanças pessoais. Como redator no Portal do Crédito, tenho a missão de ajudar esclarecer as dúvidas mais comuns dos nossos leitores, no que aos diferentes tipos de crédito diz respeito.

Crédito Pessoal Rápido – Onde e Como Obter?

Banner artigo de Crédito Pessoal Rápido

Uma emergência pessoal acontece a todos. Uma despesa de saúde inesperada, uma conta da oficina que não estávamos a contar, uma viagem que saiu do nosso orçamento ou algum problema com a casa.

todos tivemos gastos que não estavam planeados que, por vezes, requerem um crédito pessoal rápido para fazer face às despesas.

Para o ajudar a perceber como obter o seu crédito pessoal rápido, neste artigo, esclarecemos como funcionam, quais as melhores entidades, dicas úteis para acelerar o processo e os cuidados a ter.


Portal Do Crédito

Procura Crédito Urgente?

Resposta em 24h Sem Compromisso

RECOMENDADO

SIMULAR JÁ

Os créditos rápidos, como o nome indica, são empréstimos que permitem obter financiamento de forma mais célere.

Assim, o principal ponto diferenciador para outras categorias de crédito, é o facto de ser uma solução com pouca burocracia e simples de ser pedido.

Um crédito na hora é fácil de ser solicitado e apresenta tempos de aprovação e financiamento mais curtos que os restantes. Contudo, tem taxas de juro superiores.

No mercado existem diversos créditos pessoais urgentes. Assim, para facilitar o leitor, iremos dividir estes financiamentos em dois:

  • Créditos Rápidos: empréstimos cujos montantes de financiamento podem chegar aos 75.000 €. São normalmente denominados créditos pessoais e podem ser solicitados para diversas finalidades (taxas de juro diferentes);
  • Mini Créditos Rápidos: normalmente disponíveis a montantes de financiamento inferiores a 5.000 €. Os empréstimos deste género são denominados pelas financeiras de “crédito pessoal simples“, “linha de crédito“, “Projetos até 2.400 €” entre outros (apresentam taxas de juro superiores aos créditos rápidos).
Portal Do Crédito

A expansão do online veio agilizar, em parte, as concessões de crédito – visto que não temos necessariamente de nos deslocarmos às instituições para obter informação, simular os melhores créditos e obter o financiamento pretendido.

Assim, um crédito pessoal online resposta imediata é possível!

Apesar da aprovação de um crédito rápido poder ser, em alguns casos, imediata, a obtenção do financiamento poderá demorar até 48 horas úteis.

Para acelerar o processo e obter o dinheiro na sua conta o mais rápido possível:

  • Tenha os documentos prontos a enviar (indicamos quais mais a abaixo no artigo);
  • Recorra a uma instituição com assinatura digital.

Em relação a este último, a realidade é que a maioria das entidades privadas de crédito já permitem assinaturas digitais (à exceção de alguns bancos), pelo que é menos uma preocupação que terá de ter.

Pedir um crédito online imediato a uma instituição financeira da qual já é cliente, pode também tornar o processo mais rápido – não há a necessidade de envio de alguma documentação.

Entidade Tempo de Aprovação Tempo de Financiamento Montante Disponível
Cofidis 24h úteis 48h úteis 5.000 € – 50.000 €
Cetelem 24h úteis 48h úteis 5.000 € – 75.000 €
Credibom 24h úteis 48h úteis 5.000 € – 75.000 €
Oney 48h úteis 48h úteis 1.000 € – 30.000 €
Dados retirados dos sites das entidades financeiras em julho 2022

Naturalmente, cada entidade tem os seus próprios timings de aprovação, de concessão de financiamento e taxas de juro aplicadas.

Contudo, podem ser tratados online e conseguem aprovações em menos de 24 horas e financiamento, na grande maioria das situações, em menos de 48 horas úteis.

Em Portugal, as entidades privadas de crédito na hora, como a Cofidis ou a Cetelem, disponibilizam diferentes tipos de financiamento rápido.

Estes, podem ser solicitados com ou sem finalidade.

Há vantagens ao informar a finalidade? Dependendo de qual for, poderá substancialmente baixar as taxas de juro a pagar.

Exemplo: pedir um crédito urgente sem finalidade irá sair mais caro do que pedir um crédito para formação ou empréstimo para obras em casa.

Interessado em saber mais sobre créditos pessoais e as suas finalidades? Então leia o nosso artigo “Melhor Crédito Pessoal 2022: Onde Pedir Mais Barato?“.

Portal Do Crédito

Naturalmente, procuramos sempre o melhor negócio possível para satisfazer as nossas necessidades. Ora, ao pedir crédito na hora, por muito urgente que este possa ser, essa premissa tem de estar sempre presente.

Não existe um crédito pessoal urgente ideal para todas as pessoas.

Existe sim, diferentes créditos para diferentes necessidades.

Assim, a definição de um bom crédito pessoal rápido terá como base:

  • Montante Solicitado;
  • Prazo de Pagamento;
  • Finalidade do Empréstimo;
  • Risco de Incumprimento.

Tudo isto irá influenciar a TAEG e o MTIC do seu crédito na hora:

  • Taxa Anual Efetiva Global (TAEG): esta engloba não só as taxas de juro que terá de pagar, mas também todos os encargos com os processos. Falamos de seguros e comissões associados;
  • Montante Total Imputado ao Consumidor (MTIC): permite-lhe saber o montante exato que terá de pagar para obter o empréstimo rápido que idealiza. Aqui, já se encontram todos os custos e encargos associados com a prestação de crédito.

Ter estas duas indicações como base da sua análise é fundamental, isto porque algumas instituições comunicam a prestação mensal como forma principal de divulgação do seu serviço para atrair potenciais clientes.

Quando, na realidade, um crédito barato é definido pela TAEG e o MTIC e não pela sua prestação mensal.

Assim, deixamos aqui os pontos principais, falados ao longo deste artigo, para poder obter o crédito rápido mais barato possível:

  • Prazo de Pagamento Mínimo: tendo por base a sua taxa de esforço mensal, peça o menor prazo de pagamento possível sem prejudicar o seu orçamento. Apesar de ser tentador colocar um prazo maior para pagar menos por mês, na verdade, estará a pagar juros durante mais tempo;
  • Pedir o Mínimo Possível: por mais baixas que as taxas de juro possam ser, quanto mais financiamento, maior será o custo total do seu crédito;

Segundo o Banco de Portugal, o montante médio de contrato de um crédito pessoal em 2021 foi de 6.800 €.

  • Pedir Crédito Com Finalidade: se possível, escolha um crédito pessoal urgente com finalidade definida (taxas de juro mais baixas);
  • Fazer Várias Simulações: utilize os simuladores das entidades e observe as suas propostas. Quanto mais procurar no mercado, maior a probabilidade de encontrar o crédito online na hora mais barato.

Por último, se quiser poupar tempo, pode sempre entrar em contacto com um intermediário de crédito.

Se pedir crédito pessoal urgente numa destas entidades, estas, irão procurar no mercado o crédito rápido mais barato – com base no seu perfil (isto tudo sem custos ou compromissos alocados ao cliente).


Portal Do Crédito

Consiga o Melhor Crédito!

Avaliação Grátis 100% Online Sem Compromisso

RECOMENDADO

Simular Já

O financiamento que necessita é inferior a 5.000 €?

Saiba que, existem outras ofertas no mercado com financiamento inferior e com aprovação igualmente rápida. Chamamos-lhe mini crédito rápido.

Entidade Crédito Disponível TAEG
Cofidis 500 € – 4.750 € 15,9%
Cetelem 1.000 € – 2.400 € desde 10,2%
Credibom 3.000 € – 4.900 € desde 12,4%
Puzzle 2.000 € – 6.000 € desde 10,3%
Oney 500 € – 4.000 € 15,8%
Dados retirados dos sites das entidades financeiras a maio 2022

Os mini créditos rápidos, como permitem um financiamento mais curto, acabam por ter um pouco menos de burocracias, e uma aprovação e financiamento mais fáceis.

Por outro lado, este género de créditos urgentes, mais curtos, têm taxas de juro mais elevadas, o que à primeira vista pode ser um entrave.

No entanto, como falado anteriormente, é mais barato pedir um empréstimo menor com taxas superiores que um empréstimo com um montante elevado com taxas inferiores.

Em suma…

Quanto maior for o montante a solicitar mais caro irá sair um empréstimo urgente.

Porquê?

Financiamentos maiores, “obrigam” normalmente as pessoas a pedirem prazos de pagamento maiores para suportar a sua mensalidade, o que significa pagar juros durante mais tempo.

Vamos a um exemplo.

Para um financiamento de 4.000 €, a 24 meses, poderá ter de pagar 4.516,32 €.

  • Prestação Mensal: 183,78 €
  • TAEG: 12,96%
  • Custo: 516,32 €

Para um financiamento de 8.000 €, a 54 meses, poderá ter de pagar 9.979,80 €.

  • Prestação Mensal: 180,90 €
  • TAEG: 10,82%
  • Custo: 979,80 €

Ou seja, para uma mensalidade semelhante, mesmo com uma TAEG inferior, o custo do financiamento será quase o dobro no segundo caso.

Assim, se precisa de um crédito pessoal urgente, peça sempre o mínimo de financiamento possível e a prazos o mais curtos que conseguir – sem pôr em causa a sua estabilidade financeira mensal.

  • Poucas Burocracias
  • Prazos Flexíveis
  • Aprovação em 24h
  • Financiamento em 48h
  • Taxas de Juros Altas
  • Risco de Endividamento
  • Financiamento Mais Baixo

Havendo uma emergência financeira, um crédito rápido pode ser a solução imediata para sanar uma parte dos problemas.

Todavia, é necessário saber as vantagens e desvantagens dos serviços que pensa contratar.

Como o nome indica, falamos de um empréstimo urgente que pode ser aprovado em menos de 24h e financiado em 48h úteis.

É um crédito bastante fácil de ser solicitado e requer poucos documentos e burocracias para ser aceite pelas entidades.

Além disso, não existe a obrigatoriedade de apresentar a finalidade (destino do crédito).

Já quando falamos de prazos de pagamento, estes são bastante flexíveis, variando de entidade para entidade, mas raramente passam os 84 meses.

Se procura um crédito pessoal 120 meses, estes são possíveis, no entanto, mais caros e difíceis de obter.

Segundo o Banco de Portugal, o prazo médio de pagamento de um crédito pessoal foi de 4,9 anos (+ 58 meses) em 2021.

Nem tudo é positivo. Por isso, é importante destacar que os créditos pessoais urgentes apresentam taxas de juro tendencialmente mais elevadas quando comparadas com outros tipos de crédito.

As taxas mais elevadas e o limite de financiamento ser inferior a outros, é justificado, em parte, pelo facto das instituições financeiras não conseguirem avaliar, em 48h, o nível de risco de incumprimento do empréstimo.

Outro ponto importante realçar é a facilidade de se contratar um crédito online na hora. Por um lado pode ser algo positivo, mas por outro, se não for gerido com cuidado, pode conduzir a um risco de endividamento por acumulação de créditos.

Portal Do Crédito

O facto de necessitarmos de um crédito urgente imediato não significa que devemos descuidar de alguns fatores como a segurança.

Deste modo, aconselhamos a pedir o seu crédito na hora sempre em instituições financeiras certificadas pelo Banco de Portugal, tais como entidades privadas de crédito ou intermediárias de crédito! Consultar Lista.

Segundo o Banco de Portugal, em 2021, 46.9% do montante de crédito foi concedido através de intermediários.

Este é um ponto importante, pois no mercado existem pessoas individuais e coletivas que se aproveitam da fragilidade financeira de certos agregados familiares para conseguir ganhar algum em esquemas fraudulentos.

Não quer dizer que não possa encontrar alguém sério e confiável, contudo não arrisque, evite pedir empréstimos a agiotas.

Caso tenha a necessidade, pode revogar o seu crédito urgente. Poderá fazê-lo até 14 dias após a aceitação do contrato, sem precisar de justificar o motivo da sua decisão.

O Consumidor tem o direito de revogar o contrato de crédito no prazo de 14 dias de calendário, sem necessidade de invocar qualquer motivo, nos termos do artigo 17º do D. L. nº 133/2009, de 2 de junho.

Outro ponto importante, e infelizmente cada vez mais comum, é as pessoas pedirem crédito e por alguma razão não conseguirem pagar as prestações acordadas com a entidade.

Ora, saiba que, caso falte ao pagamento, irá ter de pagar Taxas de Juro de Mora. Além disso, a entidade irá comunicar à Central de Responsabilidades de Crédito, gerida pelo Banco de Portugal, a situação de incumprimento por parte do(s) Consumidor(es) e Avalista(s).

Com esta comunicação, irá entrar na lista negra do Banco de Portugal, o que o torna, entre outras consequências, ilegível para solicitar novos créditos.

Por último, antes de assinar qualquer contrato de crédito na hora, leia a Ficha de Informação Normalizada (FIN), que é obrigatoriamente disponibilizada pela entidade – local onde pode aceder a toda a informação sobre o contrato.

Para poder aceder a estes créditos, existem documentos e critérios a cumprir.

Os requisitos podem variar conforme o banco ou instituição de crédito.

Ter mais de 18 anos e ser residente em Portugal, são condições mínimas obrigatórias.

Em relação à documentação, necessita de pelo menos:

  • Documento de Identificação Pessoal: cartão de cidadão;
  • Comprovativo de Morada Fiscal: cópia de fatura de água, luz ou telecomunicações;
  • Comprovativo de IBAN: obter na sua entidade financeira via multibanco ou no site da mesma;
  • Comprovativos de Rendimentos: últimos 3 recibos de vencimento ou última declaração de IRS;
  • Mapa de Responsabilidades: clicar em “Central de Responsabilidades de Crédito” no site do Banco de Portugal.

É pensionista? Então também pode pedir crédito rápido! Para obter basta enviar o comprovativo de pensão.

Estas informações fazem com que as entidades possam definir o perfil de cada cliente, permitindo à entidade prestadora do serviço de empréstimo disponibilizar as condições de crédito online na hora ideais para si.


Portal Do Crédito

Procura Crédito Urgente?

Resposta em 24h Sem Compromisso

RECOMENDADO

SIMULAR JÁ

Em suma, pedir um crédito pessoal rápido pode ser a forma mais célere de resolvermos os nossos problemas de liquidez.

Não se esqueça que, um crédito pessoal online resposta imediata é possível, contudo o financiamento poderá demorar até 48 horas.

Estes créditos imediatos são bastante fáceis de serem solicitados, mas devem apenas ser requeridos em caso de grande necessidade – para não entrarmos numa avalanche de acumulação de créditos e dívidas da qual não conseguimos sair.

Segundo o Banco de Portugal, em média, por mês, foram solicitados 242,3 milhões de euros em crédito pessoal no ano de 2021. Mais 19,6% que no ano anterior.

Antes da realização do pedido de um crédito rápido, faça as contas ao quanto poderá dispensar mensalmente para saldar o empréstimo.

Por fim, não se esqueça que, por ser considerado de alto risco para as instituições, um crédito na hora apresenta juros mais elevados.

Perguntas Frequentes

É possível obter crédito online imediato?

Não! Apesar de cada vez mais o tempo de aprovação de um crédito seja menor, as entidades financeiras têm de analisar o seu processo para avaliar o risco de incumprimento.

Porém, em muitos casos conseguirá obter aprovação do seu crédito em menos de 24h e o financiamento na sua conta até 48 horas úteis.

Como funcionam os mini créditos rápidos em Portugal?

Os mini créditos rápidos, como o nome indica, são créditos com montantes de financiamento inferiores ao normal (por norma, menos de 5.000 €).

Costumam ser bastante fáceis de serem solicitados, com poucas burocracias e tempo de aprovação e financiamento abaixo das 48 horas.

Contudo, são créditos com taxas de juro superiores a outro tipo de empréstimos.

Como acelerar o processo de aprovação de um crédito urgente?

Analisar e financiar um crédito, por muito baixo que ele seja, requer sempre o seu tempo, no entanto aquando da solicitação da documentação certifique-se que envia todas as informações solicitadas em conformidade para não haver atrasos no processo.

Apesar de ser algo cada vez mais recorrente, certifique-se que entra em contacto com uma entidade financeira que aceite assinatura digital — deste modo poderá assinar o contrato sem sair de casa.

Quais os custos de um crédito imediato

Um Crédito imediato urgente, tal como outros créditos têm custos associados além das taxas de juro aplicadas.

Falamos de comissões de abertura de contrato, de processamento de prestação e seguros (grande maioria facultativo) – algumas entidades cobrem estes custos com o forma de atrair clientes.

Conte também em pagar impostos. Sim, terá de pagar Imposto de selo sobre os juros, pela utilização do crédito e sobre as comissões pagas (valor entregue pelas entidades ao estado).

Qual o melhor crédito na hora em Portugal?

Não existe um “melhor crédito”. Existe sim, créditos diferentes para diferentes necessidades.

Assim, o melhor crédito irá depender de:

  • Montante que pretende solicitar;
  • Prazo de Pagamento;
  • Tipo de empréstimo urgente procura;
  • Perfil de risco do cliente.

Caso queira poupar algum tempo, pode sempre entrar em contacto com intermediárias de crédito que irão analisar, por si  e sem custos, as melhores propostas de crédito rápido com base nas suas necessidades.

Créditos pessoais urgentes: que documentos são necessários?

Os documentos a serem solicitados poderão variar de entidade para entidade, no entanto poderá contar com os seguintes:

  • Documento de Identificação Pessoal: cartão de cidadão;
  • Comprovativo de Morada Fiscal: cópia de fatura de água, luz ou telecomunicações;
  • Comprovativo de IBAN: obter na sua entidade financeira via multibanco ou no site da mesma;
  • Comprovativos de Rendimentos: últimos 3 recibos de vencimento ou última declaração de IRS;
  • Mapa de Responsabilidades: clicar em “Central de Responsabilidades de Crédito” no site do Banco de Portugal.