Crédito Pessoal

Crédito para estudantes: saiba como funciona

crédito para estudantes

Se não tem capacidade financeira para continuar a suportar os custos de um curso superior ou mesmo se pondera voltar a estudar, mas o orçamento disponível não o permite, gostará de saber que são várias as instituições financeiras que disponibilizam uma linha de crédito para estudantes.

O que é o crédito para estudantes?

No fundo, um crédito para estudantes é um crédito pessoal com uma finalidade específica, ou seja, é um crédito direcionado para a educação ou formação. Esta especificidade em particular tem benefícios não só em termos do pagamento de taxas mais reduzidas, mas também na forma de pagamento do crédito à entidade credora.

Principais vantagens

Seja para um curso de especialização tecnológica, uma licenciatura, mestrado, doutoramento ou mesmo Erasmus, entre outros programas de intercâmbio internacional, o crédito para estudantes tem benefícios associados, nomeadamente:

  • Taxas de juro mais reduzidas quando comparadas com outros créditos especializados;
  • Possibilidade de não pagar quaisquer prestações mensais durante os estudos, começando a reembolsar o empréstimo após o término do curso;
  • Em alguns casos, é possível ver reduzidas as taxas de juro caso o estudante tenha um excelente aproveitamento escolar, que apresente notas muito boas;
  • Possibilidade de escolher diversas formas de pagamento (que variam consoante o tipo de curso): prestações mensais, trimestrais ou até a liquidação do financiamento apenas no final dos estudos.

Antes de contrair um crédito para estudantes, aconselhamos que se informe junto da instituição de ensino onde pretende tirar o curso, pois poderão já ter parcerias de financiamento com determinadas entidades bancárias e, desse modo, poderá tirar vantagem dos protocolos existentes.

Ainda assim, não descure a análise de mercado, por forma a certificar-se que escolheu o crédito pessoal mais barato para si. Há taxas de juro e prazos de pagamento adequados à capacidade financeira de cada subscritor do crédito, razão pela qual deve verificar detalhadamente as condições que lhe são apresentadas. Recordamos que a sua taxa de esforço não deverá ser superior a 33%, para evitar entrar em incumprimento.

crédito formação

Saiba mais sobre como funciona o crédito universitário e o que os distingue dos outros.

Requisitos para aceder ao financiamento

Apesar de os requisitos variarem consoante a instituição financeira, estes são, por norma, os exigidos:

  • Ser maior de idade;
  • Estar inscrito numa Universidade ou Politécnico, público ou privado, nacional ou internacional;
  • Programas de estudo como o Erasmus no estrangeiro também poderão ser considerados para o crédito estudante;
  • Não constar da lista negra do Banco de Portugal;
  • Caso o crédito estudante tenha a possibilidade de redução das taxas de juro de acordo com as notas obtidas pelo estudante, é necessário o comprovativo desses mesmos resultados.

Tire partido dos simuladores

Tal como referimos acima, antes de contratar um crédito para estudantes, deve fazer uma análise de mercado, recorrendo aos simuladores online.

O simulador do Portal do Crédito visa identificar a entidade com as melhores condições de crédito para si, de acordo com as suas necessidades e características do seu perfil. Tem acesso, em tempo real, às taxas de juro e condições das várias entidades de financiamento em Portugal.

Linha de crédito para estudantes afiançada pelo Estado: novidades para 2018

No ano letivo 2018/2019 vai voltar a ser possível aos alunos do ensino superior pedir empréstimos para estudar tendo o Estado como fiador. A promessa da reintrodução do mecanismo, uma vez que estava suspenso desde 2015, já tinha sido feita no ano passado, mas desta feita o Governo garante que a solução vai mesmo avançar.

Apesar de ainda não serem conhecidos os termos gerais desta linha de crédito, a Sociedade Portuguesa de Garantia Mútua (SPGM), que gere o Fundo de Contragarantia Mútuo, através do qual o Estado assume uma parte do risco destes empréstimos, já assegurou à imprensa que está a trabalhar com o Ministério da Ciência e do Ensino Superior para disponibilizar, o mais breve possível, toda a informação necessária sobre esta linha de crédito.

Sabe-se, contudo, que as regras serão mais simples e o programa orientado sobretudo para quem quer tirar um mestrado ou doutoramento.

Em que consiste?

O Sistema de Empréstimos com Garantia Mútua é uma linha de crédito para estudantes do ensino superior, público ou privado, que apresenta condições vantajosas face às outras opções do mercado.

Antes de ter sido suspensa, esta linha de crédito para estudantes apresentava uma taxa de juro a rondar os 2% e um Spread máximo de 1%, o qual poderia baixar mediante a obtenção de uma boa média.

Uma das grandes vantagens desta modalidade de crédito passa pelo facto de não exigir garantias ou fiador, uma vez que a garantia é prestada pelo Estado através do Fundo de Contragarantia Mútua.

O montante de crédito a utilizar podia ir dos 1000€ aos 5000€ euros por ano de curso, até um máximo de 25.000€. Aguardaremos pelo enquadramento formal da nova linha de crédito para estudantes.

Artigos relacionados

[adinserter block="2"]
Viviane Soares
Viviane Soares é redatora e editora, com mais de três anos de experiência na escrita de artigos de finanças pessoais. No Portal do Crédito, tem como principal objetivo disponibilizar a melhor informação sobre financiamento, de forma prática e acessível.