VoltarTodos os artigos
João Fins
Revisto por João Fins
João Fins

Licenciado em Economia e com experiência em finanças pessoais. Como redator no Portal do Crédito, tenho a missão de ajudar esclarecer as dúvidas mais comuns dos nossos leitores, no que aos diferentes tipos de crédito diz respeito.

Crédito Para Estudantes 2022: Como e Onde Pedir?

Banner de Crédito Para Estudantes

Quer fazer um curso, mas não capacidade financeira para sustentar a sua formação?

Seja estudante à procura de uma licenciatura, ou um trabalhador com objetivo de realizar um curso especializado, um crédito para estudantes poderá ser uma grande ajuda para não adiar os seus sonhos profissionais.

Neste artigo, vai saber como funciona, as grandes vantagens deste empréstimo, quais as principais entidades com esta oferta e como saber avaliar a melhor proposta.

Não perca!


Portal Do Crédito

Consiga o Melhor Crédito!

Avaliação Grátis 100% Online Sem Compromisso

RECOMENDADO

Simular Já

  • Licenciaturas
  • Mestrados
  • Programa de Erasmus
  • Doutoramentos
  • MBA’s
  • Cursos Especializados

No fundo, um crédito para estudantes, muitas vezes denominado por crédito formação, é um crédito pessoal com uma finalidade específica, ou seja, é um empréstimo direcionado para a educação ou formação.

Este empréstimo pode ser utilizado tanto para cursos de maior duração, como as licenciaturas e mestrados, ou em cursos mais curtos de especialização – sejam eles em Portugal ou no estrangeiro.

Realçamos que, os montantes e as vantagens poderão variar conforme o tipo de curso que pretenda e que o empréstimo para estudante poderá abranger tanto as propinas/mensalidades, como também despesas relacionadas.

Assim, todas as particularidades relacionadas com este crédito têm como objetivo dar um “push” na sua carreira profissional.

Mas afinal, que particularidades e vantagens são essas ao certo?

Vamos saber agora!

  • Financiamento a 100%
  • Taxas de Juro Reduzidas
  • Isenção de Certas Comissões
  • Redução de Taxas por Objetivos
  • Possibilidade de Carência
  • Diferentes Formas de Pagamento

As vantagens para este tipo de empréstimo variam bastante de entidade para entidade.

Algumas isentam o pagamento da comissão de abertura de crédito e de amortizações, enquanto outras permitem taxas de juro mais baixas conforme o cumprimento de certos objetivos.

Já outros permitem que o financiamento possa ser utilizado para o pagamento de materiais escolares e outro tipo de despesas relacionadas com a sua formação.

Outra vantagem de um crédito formação é a possibilidade (dependendo da entidade) de obter um período de carência de até 4 anos (pagando apenas os juros durante esse prazo).

Deste modo, o estudante poderá tirar o seu curso financeiramente mais relaxado.

Tal como num Crédito Construção, ou Crédito para Obras, um Crédito Formação, dependendo da entidade financeira, poderá ser financiado por tranches.

Por outro lado, existem algumas entidades financeiras que obrigam a subscrever determinados seguros, o que poderá encarecer o custo total do crédito estudante.

Por isso, esteja atento aos pormenores antes de assinar qualquer contrato com uma entidade financeira.

Leia sempre a FINE antes de assinar!

A FINE é um documento que tem obrigatoriamente de acompanhar qualquer proposta ou contrato de crédito. Aqui estão descriminadas todas as informações do seu crédito.

Assim, em suma, seja pela Taxa Anual Efetiva Global (TAEG) mais baixa, ou pela flexibilidade de pagamento, este é dos créditos que atualmente apresentam mais vantagens.

Banner de artigo de crédito para estudantes
Entidades TAEG Montantes Prazos Pagamento
ActivoBank Desde 3,6% 1.000 € – 75.000 € 12 – 120 Meses
Santander Desde 4,1% 1.000 € – 50.000 € 24 – 96 Meses
BPI Desde 4,2% 1.000 € – sem limite Até 120 Meses
Cetelem Desde 4,7% 1.000 € – 50.000 € 24 – 120 Meses
Montepio Desde 4,8% 1.000 € – 50.000 € Até 120 Meses
Cofidis Desde 6% 2.500 € – 20.000 € 24 – 120 Meses
Dados atualizados em Setembro 2022

Os melhores créditos para estudantes não se cingem apenas a estes números.

Por exemplo, no crédito formação ActivoBank o financiamento é por tranches, não pagam comissões de abertura e pode ainda usar um período de carência de até 12 meses após o final do curso.

Por outro lado, o Santander já permite um período de carência de até 4 anos.

Com o crédito formação BPI, se optar por um período de carência, poderá beneficiar de uma utilização faseada do capital – tranches mínimas de 450 € que lhe permite fazer face às despesas de formação à medida que estas vão aparecendo.

Já o crédito para estudantes do Cetelem, ao contrário do Montepio, não obriga a subscrição de nenhum seguro de vida, e ainda permite usar o financiamento para o pagamento de despesas relacionadas com o curso (material escolar, livros, entre outros…).

Por isso, além de ter de analisar as taxas de juro aplicadas e os prazos de pagamento ideais, terá também de analisar as características próprias de cada crédito estudante, pois estas poderão tornar o seu crédito mais ou menos atrativo conforme as suas necessidades.

Vamos a um exemplo?

Ricardo, tem 30 anos e decidiu tirar um mestrado de 2 anos e vai solicitar o crédito formação no Santander Totta.

  • O curso custa 10.000 €, porém o Ricardo tem uma poupança de 2.000 €, logo o seu empréstimo formação irá ser de 8.000 €;
  • Período de carência de 24 meses (2 anos), pois não quer ter uma taxa de esforço mensal muito alta durante os anos de estudo;
  • Pagamento em 5 anos (60 meses).

Quanto lhe custará o curso?

Prazo Pagamento 60 meses
Período de Carência 24 Meses
Prestação Mensal Durante os 24 Meses 24,82 €
Prestação Mensal Pós 24 Meses 240,26 €
TAEG 4,4%
MTIC 9.244,96 €
Dados retirados do Simulador do Santander em Maio de 2022

Ou seja, o Ricardo por um empréstimo de 8.000 € iria pagar 9.244,96 €.

Nestes valores já estão incluídos os encargos e despesas associados ao crédito como, por exemplo, o imposto de selo.

Realçamos que, caso o Ricardo fosse cliente do Santander e/ou pedisse financiamento apenas para um ano letivo e cuja nota do ano anterior fosse igual ou superior a 14 valores teria uma redução da taxa de juro!

Logo o crédito ficaria mais barato.

Portal Do Crédito

Para descobrir o melhor crédito pessoal, crédito consolidado, ou automóvel, existem 4 principais pontos que deverá ter em atenção na sua análise:

  • Valor da Taxa Anual Efetiva Global (TAEG): representa o custo de todas as despesas associadas ao crédito – além do montante que efetivamente contratou;
  • Valor do Montante Total Imputado ao Consumidor (MTIC): este montante é o que terá de pagar no total pelo empréstimo solicitado. Quanto mais baixo for este valor, mais barato é o crédito;
  • Período de carência, comissões iniciais, seguros alocados, entre outros;
  • Prazo de Pagamento: quanto maior for o prazo de pagamento, menor será a sua prestação mensal, contudo, mais caro lhe irá sair o crédito — irá pagar juros durante mais tempo.

Segundo o Banco de Portugal, o prazo médio de contratação de um crédito educação encontra-se nos 3,9 anos.

Aconselhamos também que, não olhe só para os valores das propostas, mas sim para a segurança que essa entidade lhe transmite.

Ou seja, solicite crédito apenas a instituições financeiras certificadas pelo Banco de Portugal (consulte aqui a lista).

Assim, para conseguir o crédito estudante ideal para a sua carteira terá de fazer análises e simulações em diversas entidades financeiras.

Para poupar algum tempo pode sempre entrar em contacto com intermediários de crédito que, sem custos associados e sem compromissos, irá procurar no mercado o crédito formação mais barato e que mais se encaixe no seu perfil.


Portal Do Crédito

Consiga o Melhor Crédito!

Avaliação Grátis 100% Online Sem Compromisso

RECOMENDADO

Simular Já

Independentemente da entidade e do empréstimo pretendido, terá sempre juros e encargos a pagar.

Assim, abaixo indicamos os valores que terá de pagar para obter um crédito em Portugal.

  • Montante da Dívida: valor de financiamento que solicitou;
  • Comissões de Abertura de Crédito: quando aplicável;
  • Juros: variam conforme o tipo de crédito;
  • Imposto de Selo Sobre os Juros: legalmente definido (4%), será entregue ao estado por parte da entidade financeira;
  • Imposto de Selo Sobre Comissões: quando aplicável, o imposto legalmente definido (4%) é aplicado sobre as comissões pagas, entregue ao estado pela entidade financeira;
  • Seguros: quando aplicável.
  • Maior de Idade
  • Comprovativo de Inscrição
  • Não Constar na Lista Negra do BP
  • Comprovativo de Resultados*

Os requisitos não mudam muito em relação a outros géneros de créditos. No entanto, é sempre de realçar que, sendo esta uma finalidade específica, terá de apresentar comprovativo de inscrição no curso para poder obter um financiamento.

*Caso o seu crédito tenha bonificações por resultados obtidos, então terá de apresentar um comprovativo dos mesmos à entidade ao longo da formação.

Para poder solicitar um crédito não poderá ter o seu nome na Lista Negra do Banco de Portugal. Nesta lista estão todos os indivíduos em incumprimento com alguma entidade financeira.

Em relação aos documentos necessários, estes também poderão variar de entidade para entidade.

No entanto, de uma forma geral, terá de facultar os seguintes documentos:

  • Documento de Identificação: cartão do cidadão;
  • Comprovativo de Morada: última fatura de água ou telefone;
  • Comprovativo IBAN de um dos titulares do contrato;
  • Recibo de Vencimento para trabalhadores por conta de outrem;
  • Modelo 3 do IRS para trabalhadores por conta própria ou a recibos verdes;
  • Comprovativo de Pensão para pensionistas;
  • Mapa de Responsabilidades: clicar em “Central de Responsabilidades de Crédito” no site do Banco de Portugal.

Realçamos que o Mapa de Responsabilidades é um documento onde consta histórico de cada indivíduo relativo a qualquer crédito que esteja no seu nome ou do qual seja fiador. Serve para avaliar o risco de conceder crédito a determinado cliente.

Caso tenha dúvidas, saiba que independentemente da entidade ou intermediária que selecionou, estas estarão sempre disponíveis para o ajudar durante o processo de financiamento do seu crédito estudante.


Portal Do Crédito

Consiga o Melhor Crédito!

Avaliação Grátis 100% Online Sem Compromisso

RECOMENDADO

Simular Já

Um crédito estudante é de facto um crédito com taxas de juro bastante simpáticas e com algumas vantagens interessantes.

Uma das maiores vantagens é o facto de ter direito a um período de carência.

O que lhe permite tirar o curso, estando a pagar apenas os juros do empréstimo – Isto faz com que a sua taxa de esforço mensal não seja muito elevada.

Outro ponto positivo é o facto de hoje em dia, um crédito formação ou crédito estudante ser algo bastante fácil e rápido se de ser solicitado, principalmente se for via online.

Os tempos de aprovação médios de um crédito formação são de 24 horas úteis e 48 horas úteis para obter o financiamento na sua conta.

Realçamos, contudo, que antes da realização do pedido deste tipo de crédito, faça as contas ao quanto poderá dispensar mensalmente e peça somente o necessário para não pagar juros desnecessariamente.

Calcule a sua taxa de esforço (calcular aqui) e saiba qual a probabilidade do seu crédito ser aprovado.

Por último, se estiver com dificuldades financeiras, aconselhamos:

  • Entre em contacto com o estabelecimento de ensino para saber os requisitos sobre bolsas de estudo;
  • Entre em contacto com o estabelecimento de ensino para saber se existem protocolos com alguma entidade financeira (se sim, faça na mesma as suas avaliações);
  • Saiba se é legível pelo estado português para fazer parte dos seus programas de apoio aos mais carenciados.

Perguntas e Respostas

Quais os limites de idade para um crédito estudante?

O crédito estudantes ou crédito formação, trata-se, na verdade, de um crédito pessoal com uma finalidade específica. Neste sentido, este financiamento destina-se a pessoas com idades compreendidas entre os 18 e os 70 anos.

Que montantes posso pedir num crédito para estudantes?

Os valores de financiamento  permitidos por um crédito formação variam entre os 1.000 € e os 75.000 € (dependendo da entidade financeira) .

Existem linhas de crédito para estudantes do ensino superior?

A Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) criou um sistema financeiro para financiamento de necessidades associadas à formação dos estudantes do ensino superior.

Este apoio ao estudante consiste num protocolo estabelecido entre o governo e as entidades credoras designado por “linha de crédito para estudantes do ensino superior com garantia mútua“. Para saber as condições e se é legível consulte o website.