VoltarTodos os artigos
Viviane Soares
Revisto por Viviane Soares
Viviane Soares

Viviane Soares é redatora e editora, com mais de três anos de experiência na escrita de artigos de finanças pessoais. No Portal do Crédito, tem como principal objetivo disponibilizar a melhor informação sobre financiamento, de forma prática e acessível.

Crédito Sénior: Como Funciona e Onde Obter?

crédito sénior

O crédito sénior é, como o próprio nome indica, uma solução de financiamento dirigida a um público-alvo específico, neste caso a pessoas com mais de 50 anos de idade.

Profundamente relacionado com o aumento da esperança média de vida, esta é uma solução que permite que qualquer pessoa acima desta faixa etária possa comprar um imóvel, superar dificuldades financeiras ou simplesmente investir num projeto pessoal ou profissional.


Portal Do Crédito

Consiga o Melhor Crédito!

Avaliação Grátis 100% Online Sem Compromisso

RECOMENDADO

Simular Já

Como funciona o crédito sénior

As instituições financeiras em Portugal têm alguns produtos financeiros para este segmento específico, mas todas eles assumem a idade como um fator de risco. Partindo deste princípio, há um conjunto de requisitos que são exigidos e os quais deve ter em consideração no momento de contratar este tipo de crédito, nomeadamente:

1. Garantias

Em primeiro lugar, é de referir que não há limite máximo de idade para quem pretende contratar um crédito sénior, sendo, por norma, pedida como garantia a fiança de jovens co-relacionados, preferencialmente dos filhos. Ainda assim, é de salientar que a soma do prazo do crédito e idade do fiador tem de ser inferior a 70 anos.

Além do fiador, há instituições que exigem ainda que a reforma seja dada como garantia, sendo que a aprovação do crédito fica ainda condicionada à análise do histórico bancário da pessoa que solicita o empréstimo. O banco quererá saber, por exemplo, quais as suas poupanças e/ou aplicações financeiras, se existe uma conta ordenado ou uma conta reforma ou mesmo se já contratou algum crédito consolidado.

2. Montantes máximos concedidos num crédito sénior

Quantos aos montantes máximos concedidos, os empréstimos poderão chegar até aos 90% do valor da aquisição – se a pessoa que o solicita tiver menos de 75 anos – e aos 50%, se exceder esta idade.

3. Seguros

No que diz respeito aos seguros, algumas instituições financeiras exigir-lhe-ão a subscrição de um seguro de vida ou mesmo de um seguro multirriscos. Caso o prazo da operação exceda os 75 anos de idade da pessoa titular do crédito, terá de ser o fiador a fazer um seguro de vida.

assinar crédito

Crédito sénior e crédito inverso

Umas das principais modalidades do crédito sénior é o chamado crédito inverso (ou hipoteca inversa), mas, neste caso, dirigido a pessoas com mais de 65 anos e proprietárias de um imóvel – uma vez que o crédito é concedido dando como garantia a hipoteca do imóvel. Ou seja, as pessoas podem obter liquidez através do valor da sua própria casa.

O crédito inverso é, assim, um produto financeiro que tira partido dessa fonte de riqueza não utilizada: a própria habitação. Possibilita a quem é dono da sua casa, receber um crédito com condições excepcionais. No entanto, tenha especial cuidado com os riscos.

Vantagens

1. Permite-lhe continuar dono da sua casa

2. Não tem que devolver o montante emprestado enquanto viver na sua casa

3. Não obriga à contratação de seguro de vida

4. Não tem prestações mensais

5. Não tem data limite de devolução de capital

6. Decide como recebe o dinheiro – de uma só vez ou de forma parcelada

Desvantagens

1. O dinheiro emprestado (o capital e os juros) tem de ser devolvido aquando da morte ou do abandono do imóvel pelo último titular do contrato. No caso do falecimento dos titulares, os herdeiros têm duas opções: ou pagam a dívida e mantêm o imóvel, ou vendem o imóvel para pagar a dívida

2. Se os herdeiros não conseguirem pagar a dívida, o banco fica com o imóvel, como num qualquer crédito hipotecário

3. Taxas de juro elevadas, que podem chegar ao dobro das cobradas num crédito habitação comum.

Dica: antes de contratar um crédito, aconselhamo-lo a fazer simulações e para isso pode usar o nosso simulador de crédito. E porquê? Para conseguir perceber qual o crédito que melhor se adequa às suas necessidades e, claro, aquele que apresenta condições mais competitivas.

Este processo é simples e rápido e, se o fizer, ficará a perceber melhor o valor das taxas de juro que se estão a praticar no mercado para este tipo de crédito. Além disso, permitir-lhe-á poupar alguns euros.

Artigos relacionados