Crédito Pessoal

Crédito pessoal de 500 euros: melhores soluções e cuidados a ter

credito pessoal de 500 euros
: o Portal do Crédito não publica artigos patrocinados. O nosso conteúdo é independente e não favorece nenhuma entidade em particular.

Independentemente do valor que está a pensar em solicitar, um crédito pessoal não deixa de implicar a celebração de um contrato. Neste caso, pedir um crédito pessoal de 500 euros não é excepção.


Comparador de Crédito

Simule sem compromissos e conheça a melhor solução de crédito para o seu pedido.

SIMULAR AGORA

Pedir um financiamento deve ser uma alternativa a considerar quando todas as outras opções foram exploradas e não surtiram efeito. No entanto, por vezes, o montante de que precisamos é um valor reduzido e nem sempre temos noção de que as instituições financeiras nos podem ajudar nesses casos.

Quando pensamos em pedir um crédito, por norma, é por motivos como a compra de um imóvel ou de um automóvel, porque queremos investir ou porque, de uma forma geral, se tratam de quantias avultadas às quais não temos facilmente acesso.

Com este artigo queremos que perceba que pode aceder a créditos mais pequenos com a mesma segurança e rapidez.

Critérios para conseguir um crédito pessoal de 500 euros

Como qualquer outro financiamento, um crédito pessoal de 500 euros está abrigado por alguns requisitos e condições.

Numa situação mais delicada em que todas as outras opções tenham sido esgotadas, o crédito pessoal é sempre a melhor opção, pois não necessita de grandes garantias, pelo que – dependendo da instituição financeira que escolher – poderá ter o valor pretendido em menos de uma semana.

Naturalmente que quanto maior for o montante, maior e mais criterioso será o processo para que avaliem o seu pedido.

Mas no caso de um crédito pessoal de 500 euros, por se tratar de um montante pequeno, é de esperar que seja um processo rápido e simples, sem que demore muito a ser aprovado por parte da entidade financeira.

Ainda assim, irá precisar de ter alguns aspetos em atenção. O mais importante é cumprir estes três pontos:

  • Não ter dívidas para com o Banco de Portugal;
  • Estar numa posição efectiva no seu trabalho;
  • Ter garantias da sua taxa de esforço.

No momento do pedido de crédito, assim que este seja iniciado, serão tidos em atenção os seguintes documentos:

Isto tudo simplesmente para que o risco que o cliente representa para o banco possa ser avaliado meticulosamente.

Devido ao aumento de pedidos de crédito por parte dos clientes, e por nesse sentido terem surgido algumas entidades prestadoras desses serviços cuja veracidade dos seus serviços é questionável, alertamos para que tenha sempre cuidado. Se nenhum dos documentos mencionados anteriormente for requisitado desconfie, pois poderá ser enganado.

credito pessoal

4 aspetos importantes para o crédito pessoal

Depois de apresentar toda a documentação, o banco ou a entidade financeira que tiver escolhido irá ter em conta quatro aspetos.

A taxa de esforço

Através da taxa de esforço é possível saber se os rendimentos do cliente que vai contrair o crédito são ou não suficientes para que o pagamento do mesmo esteja assegurado.

Através da taxa de esforço os bancos conseguem perceber qual o peso (através de percentagens) daqueles que são os encargos contraídos.

O cálculo é feito através da divisão das prestações dos créditos pelo rendimento total disponível, todos os meses. Uma taxa de esforço “saudável” não pode ultrapassar 40% do rendimento.

A relação com a entidade financeira

Analisar o histórico comportamental do cliente é também um ponto muito importante e, talvez, aquele que exige mais atenção por parte das entidades financeiras.

Naturalmente, a entidade a quem solicitar o crédito irá valorizar a sua reputação no que diz respeito à forma como se comporta perante as obrigações a que um crédito sujeita.

A entidade financeira pode recorrer a vários registos, entre eles, à base de dados da Central de Responsabilidades de Crédito (CRC) do Banco de Portugal. Nesta base consta toda a informação respectiva a todos os empréstimos contraídos pelo cliente, se existiram ou não incumprimentos e qual o montante que está ou não em dívida.

O património

Naturalmente que ter património é uma mais-valia para os bancos no que diz respeito a assegurar o pagamento do crédito pedido.

Sendo assim, com uma garantia maior, será mais fácil para o banco conceder o crédito necessário.

O banco usa o património do cliente como garantia de que o valor em dívida será recuperado independentemente de o cliente deixar de pagar as suas prestações.

A capacidade de gestão financeira

Ser capaz de gerir o seu dinheiro é um elemento importante que poderá ser decisivo no momento da cedência do crédito.

Este ponto pode ser avaliado através dos seus dados pessoais, e isto inclui o cargo que ocupa, se é um emprego estável ou não, e qual o seu nível de escolaridade.

Embora existam regras e modelos de análise, cada cliente é um caso e cada caso é estudado e analisado de forma única, sendo que os critérios de aprovação de créditos também variam de instituição para instituição.

Embora um crédito pessoal de 500 euros seja um montante pequeno, de cada vez que pede um crédito o seu registo aumenta, pelo que use apenas os créditos como último recurso.

O que deve ter em atenção

Embora seja um crédito como outro qualquer, trata-se de um montante mais baixo e nem todas as entidades financeiras podem ter esse valor disponível para ceder.

Além de saber qual a entidade que tem esse valor disponível, deve também perceber qual a que pratica taxas de juros mais apelativas e que pode servir melhor as suas necessidades, isto é, aquela que lhe pode oferecer o melhor crédito pessoal para si.

Quando se pede um crédito pessoal de 500 euros, por se tratar de um microcrédito, deve-se também escolher uma modalidade de pagamento mais rápida. Assim não irá pagar mais de juros e o montante total do crédito será inferior face ao que pagaria se se tratasse de um prazo mais longo.

Escolher aquelas que são as melhores condições para a sua situação é extremamente importante, e aconselhamos a que recorra aos simuladores online para perceber aquilo que existe no mercado e do qual pode usufruir.

Faça uma simulação de um crédito pessoal de 500 euros no nosso simulador, sem compromissos.

Alternativas aos bancos para obter um crédito pessoal de 500 euros

Precisamente por se tratarem de valores mais baixos, alguns bancos não aprovam esse montante para um crédito pessoal. No entanto, existem alternativas.

Uma das alternativas é fazer um crédito pessoal online e este tem uma série de vantagens que num micro-crédito podem ser uma mais-valia.

As vantagens mais comuns são:

  • Uma maior rapidez na aprovação do crédito;
  • Uma maior facilidade na submissão do pedido;
  • Uma maior celeridade no pedido;
  • Uma maior facilidade na comparação das ofertas existentes.

Posto isto, dispõe agora de todas as condições para poder escolher aquela que é a melhor solução para a sua necessidade e realizar um crédito pessoal de 500 euros de forma consciente.

Artigos relacionados

Se tiver alguma dúvida ou questão, fale connosco pelo Messenger
Sofia Amorim Alves
Sofia Amorim Alves é autora do Portal do Crédito, onde se dedica a descomplicar a informação relativa a produtos e serviços financeiros para ajudar os portugueses a tomar decisões informadas e conscientes.