Crédito Pessoal

Crédito pessoal de 1000 euros: melhores opções e cuidados a ter

crédito pessoal de 1000 euros
: o Portal do Crédito não publica artigos patrocinados. O nosso conteúdo é independente e não favorece nenhuma entidade em particular.

Está a pensar em contratar um crédito pessoal de 1000 euros? Saiba que não é o único. O crédito pessoal é uma modalidade à qual muitos portugueses recorrem para fazer face a despesas imprevistas, que tanto podem ser de valor reduzido ou relativamente elevado. A este propósito, recordamos que os valores concedidos para este tipo de crédito podem variar entre os 200€ e os 75.000€.


Comparador de Crédito

Simule sem compromissos e conheça a melhor solução de crédito para o seu pedido.

SIMULAR AGORA

Vamos, então, considerar que precisa de solicitar um crédito pessoal de 1000 euros para, por exemplo, comprar um computador ou substituir alguns eletrodomésticos lá de casa. Apesar de não ser um valor muito elevado – entenda-se, que não comporta grandes riscos em termos do crédito propriamente dito -, há alguns cuidados que não deve descurar, até porque partimos do pressuposto que o que pretende é contratar o mais barato do mercado.

Neste sentido, o nosso primeiro conselho é que tente pagar o crédito o mais rápido possível. Isto porque quanto mais longo for o prazo de reembolso, mais juros terá que pagar. Num crédito de montante reduzido, pensamos que não se justifica esse encargo adicional.

Tendo isto em mente, o segundo passo é partir para as simulações para avaliar a oferta de mercado. E uma vez que a oferta é muita, a probabilidade de encontrar um crédito pessoal de 1000 euros com um custo razoável é grande.

Mas sabe exatamente o que deve avaliar para escolher, digamos assim, o melhor crédito pessoal? A prestação mensal baixa? Nada poderia estar mais longe da verdade e explicamos porquê.

Crédito pessoal de 1000 euros: o que deve saber antes de escolher

Como temos tido oportunidade de sublinhar, o crédito mais barato será sempre o crédito pessoal com juros baixos e não aquele com a prestação mensal mais baixa.

Isto é, no momento de comparar propostas de crédito, deverá estar particularmente atento à Taxa Anual Efetiva Global (TAEG) e ao Montante Total Imputado ao Consumidor (MTIC). Estes são, sem dúvida alguma, os indicadores a analisar.

Para melhor exemplificar esta questão, vamos aos números. Fizemos algumas simulações para um crédito pessoal de 1000 euros, com um prazo de pagamento de 12 meses, e obtivemos os seguintes resultados:

Instituição financeiraValor do créditoTAEG Prestação mensalPrazo de pagamentoMTIC
Cetelem1000€13,5%87,04€12 meses1.068,48€
Puzzle1000€13,9%87,04€12 meses1074,79€
Millenium BCP1000€13,6%87,09€12 meses1.069,08€

Apesar das diferenças não serem significativas, pois estamos a analisar um crédito com um montante reduzido e para um único prazo de pagamento, podemos verificar que a prestação mensal dos dois primeiros créditos é a mesma, apesar de o valor da TAEG diferir. O que aqui importa frisar é que esta diferença influencia o valor do MTIC, que representa o custo total do crédito.

Ou seja, as melhores condições para subscrever um crédito pessoal são definidas pela taxa de juro, que deve ser baixa. Sobre as simulações apresentadas, o crédito mais barato é, pois, o da Cetelem – que tem a taxa de juro mais baixa e, consequentemente, um MTIC também mais baixo.

Faça uma simulação de um crédito pessoal de 1000 euros no nosso simulador, sem compromisso. É não só uma boa ajuda para não andar a navegar por diversos simuladores,  mas também porque ajudá-lo-á a identificar a entidade com as melhores condições de crédito pessoal para si, de acordo com as suas necessidades e características do seu perfil. Isto porque tem acesso, em tempo real, às taxas de juro e condições das várias entidades de financiamento em Portugal.

analisar juros de créditos

Quais os custos incluídos na TAEG?

A Taxa Anual Efetiva Global engloba todos os encargos associados ao empréstimo, neste caso um crédito pessoal de 1000 euros, nomeadamente:

  • Juros;
  • Comissões;
  • Impostos;
  • Seguros obrigatórios para o pedido de crédito;
  • Comissões de manutenção de contas bancárias;
  • Outras despesas associadas ao contrato de crédito.

Contratar crédito pessoal de 1000 euros num banco ou numa agência de crédito?

Como se trata de um montante reduzido, poderá facilmente contratar um crédito pessoal de 1000 euros online. Aliás, na nossa opinião, contratar um crédito pessoal online será a solução mais simples, flexível e rápida.

Junto de uma agência de crédito, o processo de contratação é efetuado online e, se for aprovado, o dinheiro solicitado poderá estar na sua conta num espaço de 48 horas. Apesar de cada caso ser um caso, as taxas de juro destas instituições financeiras são, geralmente, um pouco mais altas do que as oferecidas pelos bancos.

Já a contratação junto de uma entidade bancária é, por norma, feita presencialmente e exige mais burocracia. Ainda assim, poderá ser uma opção especialmente vantajosa, dado que as taxas de juro são, normalmente, um pouco mais baixas.

Porém, se decidir contratar um crédito pessoal de 1000 euros junto de uma entidade bancária, há alguns requisitos importantes a cumprir, sendo o principal não ter registos de incumprimentos no seu Mapa de Responsabilidades do Banco de Portugal.

Tem o nome comprometido no Banco de Portugal?

Se tem o nome comprometido no Banco de Portugal, isto é, se consta da chamada “lista negra” pelas piores razões, nenhuma entidade bancária lhe poderá conceder um empréstimo.

Ter o nome comprometido nesta lista significa que tem dívidas em atraso – ou que entrou em incumprimento com as suas obrigações – e, por isso, é considerado um cliente de risco. Deste modo, será impossível a concessão de novo crédito pessoal de 1000 euros por parte de qualquer entidade bancária. Esta é uma imposição legal imposta pelo regulador e não uma decisão arbitrária dos bancos.

Para consultar o seu cadastro no Banco de Portugal deve aceder à página da Central de Responsabilidades de Crédito, no site do Banco de Portugal. Aqui, deve autenticar-se com o número de contribuinte e senha de acesso ao Portal das Finanças, aceitar os termos de acesso e clicar em “autenticar e obter mapa”.

Perante este cenário, e se precisa mesmo de um crédito pessoal de 1000 euros, a única alternativa será mesmo recorrer a uma agência de crédito ou a um empréstimo entre particulares.

Tenha, contudo, em atenção que será mais um encargo a somar às suas despesas mensais, razão pela qual deve ter sempre debaixo de olho a sua taxa de esforço. Avalie, pois, a real necessidade de contrair mais um empréstimo e lembre-se que, apesar de os créditos serem ótimas ferramentas de gestão financeira, a sua contratação deve ser sempre bem ponderada.

Artigos relacionados

Se tiver alguma dúvida ou questão, fale connosco pelo Messenger
Viviane Soares
Viviane Soares é redatora e editora, com mais de três anos de experiência na escrita de artigos de finanças pessoais. No Portal do Crédito, tem como principal objetivo disponibilizar a melhor informação sobre financiamento, de forma prática e acessível.