Crédito Consolidado

Crédito consolidado com problemas bancários: todas as respostas

crédito consolidado com problemas bancários
: o Portal do Crédito não publica artigos patrocinados. O nosso conteúdo é independente e não favorece nenhuma entidade em particular.

Uma das principais vantagens de recorrer à consolidação de créditos é, sem dúvida alguma, a possibilidade de poupar dinheiro ao final do mês – reduzindo o valor das prestações mensais de todos os créditos que possui. Mas será que é possível recorrer a um crédito consolidado com problemas bancários?


Comparador de Crédito

Simule sem compromissos e conheça a melhor solução de crédito para o seu pedido.

SIMULAR AGORA

Isto porque passará a ter apenas uma única prestação mensal e, também, uma única data de pagamento. Além disso, poderá ver reduzida a taxa de juro média, sobretudo se tiver vários créditos de curto prazo.

Ou seja, se além do crédito habitação, está a pagar crédito automóvel, cartões de crédito ou mesmo um crédito pessoal, fazer face a todas estas despesas pode ser um verdadeiro dilema no final do mês – razão pela qual pode ser vantajoso para si juntar os créditos num só.

Será possível recorrer a um crédito consolidado com problemas bancários? Isto é, se já entrou em incumprimento com o credor ou credores, será que ainda pode salvaguardar a sua situação financeira com esta solução de crédito?

Crédito consolidado com problemas bancários: o que deve saber

De forma clara e direta: não é possível recorrer ao crédito consolidado se já se encontra numa situação de incumprimento, ou seja, se já tem prestações em atraso.

Junto de qualquer instituição financeira legítima, registada no Banco de Portugal, este cenário é impossível. Trata-se de um requisito do crédito consolidado.

Até poderá, eventualmente, recorrer a algumas sociedades privadas para tentar um novo crédito, mas tenha particular atenção com as contrapartidas. Tentar-lhe-ão impingir condições que, a médio prazo, serão bastante prejudiciais para a sua situação financeira.

Na prática, não pense apenas nas vantagens de aceder a mais um crédito, mas sobretudo nas soluções (viáveis) que tem ao seu dispor para saldar as suas dívidas.

crédito consolidado cofidis

E que soluções são essas?

Como muito dificilmente conseguirá acesso a um crédito consolidado com problemas bancários, restam-lhe apenas três alternativas: a mais óbvia – pagar as prestações em atraso; recorrer a crédito junto de particulares ou recorrer à negociação de créditos.

Esta última solução permitir-lhe-á baixar as suas prestações de forma significativa sem ter de recorrer a um novo financiamento. Mas, ainda assim, o que está em causa?

Negociação de créditos

Em primeiro lugar, é preciso dizê-lo, não há garantias que a instituição credora lhe permita esta negociação, mas, ainda assim, não deixe de a requerer junto do seu banco.

De acordo com o Decreto-Lei n.º 227/2012 de 25 de outubro, o Banco de Portugal disponibiliza mecanismos de apoio para os cidadãos que se encontram em risco de endividamento ou já numa situação de incumprimento, nomeadamente o PARI e o PERSI.

O PARI é uma plano de prevenção no que diz respeito ao risco de incumprimento bancário, o qual prevê um conjunto de procedimentos que, quando adotados, visam o acompanhamento da concretização dos contratos de crédito e a gestão de situações de risco. Alguns desses procedimentos são os seguintes:

PARI – Plano de Ação para o Risco de Incumprimento

  • Alargamento de prazos;
  • Redução das taxas de juro;
  • Períodos de carência, entre outras possibilidades.

PERSI – Procedimento Extrajudicial de Regularização de Situações de Incumprimento

O PERSI é outro dos mecanismos de apoio à sua disposição. Visa evitar que cliente e instituição bancária tenham de encaminhar o caso para tribunal, evitando burocracias e garantindo, assim, uma maior agilidade no processo de renegociação do crédito.

Tal como no PARI, o banco apresentar-lhe-á uma proposta de consolidação interna, com condições específicas para enfrentar os seus problemas bancários.

De acordo com a informação disponibilizada no Banco de Portugal, é à entidade credora que compete iniciar o PERSI, e é obrigada a fazê-lo:

  • Mal o cliente o solicite;
  • Entre o 31º e o 60º dia após o cliente entrar em situação de incumprimento;
  • Quando o cliente se atrasar no pagamento das prestações, caso já tenha alertado o banco para o risco de incumprimento.

Apesar de o processo de negociação de crédito não ser simples, esta é, talvez, a melhor forma de recuperar alguma estabilidade financeira.

Outros mecanismos de apoio a considerar

1. Rede de Apoio ao Consumidor Endividado (RACE)

A Rede de Apoio ao Consumidor Endividado (RACE) é um mecanismo de apoio extrajudicial, de acesso gratuito, que disponibiliza informação, aconselhamento e apoio aos consumidores em risco de endividamento ou já numa situação de incumprimento.

A RACE engloba uma vasta rede de entidades distribuídas a nível nacional – reconhecidas pelo Banco de Portugal e pela Direção-Geral do Consumidor -, que podem ser consultadas no Portal do Consumidor e no Portal do Cliente Bancário.

As entidades que integram a Rede têm por função:

  • Informar os consumidores sobre os seus direitos e deveres em caso de risco de incumprimento do contrato de crédito;
  • Apoiar os consumidores na análise das propostas apresentadas pelas instituições de crédito no âmbito dos procedimentos previstos no Decreto-Lei nº 227/2012;
  • Acompanhar os consumidores em sede de negociação entre estes e as instituições de crédito;
  • Prestar informações em matéria de endividamento e apoiar os consumidores na avaliação da capacidade de endividamento.

2. APOIARE

A APOIARE presta apoio ao nível da ajuda técnica especializada no endividamento. Como é uma associação sem fins lucrativos, todos os serviços são prestados de forma confidencial e gratuita.

3. DECO

A Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (DECO) também pode ajudar através do Gabinete de Apoio ao Sobreendividado.

Este programa de apoio prestar-lhe-á informação e aconselhamento quer ao nível da gestão do orçamento familiar, quer na negociação junto de credores.

Agora que já sabe tudo sobre crédito consolidado com problemas bancários não deixe de se informar junto do seu banco. Saiba mais sobre pedir crédito com problemas bancários e sobre renegociação de dívidas e insolvência.

Artigos relacionados

Se tiver alguma dúvida ou questão, fale connosco pelo Messenger
Viviane Soares
Viviane Soares é redatora e editora, com mais de três anos de experiência na escrita de artigos de finanças pessoais. No Portal do Crédito, tem como principal objetivo disponibilizar a melhor informação sobre financiamento, de forma prática e acessível.