Crédito Consolidado

Melhor crédito consolidado de outubro de 2019: análise mensal

Melhor crédito consolidado
: o Portal do Crédito não publica artigos patrocinados. O nosso conteúdo é independente e não favorece nenhuma entidade em particular.

Se está a ponderar juntar créditos, conheça as condições oferecidas pelas instituições financeiras com esta oferta. Todos os meses, o Portal do Crédito apresentar-lhe-á os resultados de um conjunto de simulações para que possa perceber qual o melhor crédito consolidado no mercado.


Comparador de Crédito

Simule sem compromissos e conheça a melhor solução de crédito para o seu pedido.

SIMULAR AGORA

Importa esclarecer que esta análise mensal visa, por um lado, informá-lo sobre os principais indicadores a ter em conta na escolha do melhor crédito e, por outro, ajudá-lo a encontrar o crédito mais competitivo (com menos custos para si).

Por essa razão, teremos sempre em consideração as mesmas cinco instituições financeiras, até para que possa perceber a evolução dos valores associados a cada crédito.

Mesmo tendo em mente que a escolha de um crédito está muito dependente do perfil financeiro de cada pessoa, analisaremos a relação entre as taxas de juro, a prestação mensal e o custo total do crédito em cada instituição, de forma a que possa tomar uma decisão o mais informada possível.

De notar ainda que as simulações que aqui apresentarmos dizem respeito a um crédito consolidado no valor de 20.000€ a 72 meses.

Ainda assim, se precisar de fazer simulações para outros valores ou prazos de pagamento, aconselhamo-lo a fazer uso do nosso simulador de crédito, uma vez que tem acesso, em tempo real, às taxas de juro e condições das várias entidades de financiamento em Portugal.

Deste modo, aqui fica a nossa melhor sugestão para outubro de 2019.

Como escolher o melhor crédito consolidado?

O crédito consolidado é uma solução financeira especialmente destinada a quem precisa de reorganizar as finanças pessoais. Ao juntar todos os créditos num só, passará a pagar uma única mensalidade (mais baixa do que o somatório das mensalidades que paga individualmente) e com uma taxa de juro mais competitiva.

Esta solução garante-lhe, então, maior liquidez mensal e, eventualmente, alguma margem para conseguir criar uma almofada financeira.

Isto porque a consolidação permite que o prazo de pagamento do crédito se estenda no tempo, o que faz baixar consideravelmente a prestação mensal a pagar.

Deste modo, os indicadores a ter em conta na escolha do melhor crédito consolidado são:

  • O valor da prestação mensal;
  • O valor da Taxa Anual Efetiva Global (TAEG), que representa, digamos assim, o custo de todas as despesas associadas ao crédito (juros, comissões, impostos, seguros obrigatórios, comissões de manutenção de contas bancárias, outros encargos associados ao crédito);
  • O valor do MTIC (Montante Total Imputado ao Consumidor), o montante é o que terá de pagar no total pelo dinheiro que lhe foi emprestado;
  • E a relação destes valores com o prazo de pagamento a ser estipulado.

Neste caso particular do crédito consolidado, o que se pretende é que o valor das prestações mensais sejam baixas, razão pela qual se alonga o prazo de amortização do crédito. Isto significa que, na sua globalidade, o crédito sair-lhe-á mais caro, uma vez que os juros se estendem no tempo.

Mesmo que esteja apenas focado em pagar uma mensalidade baixa, convém não perder de vista quer o valor da TAEG, quer o do MTIC, sobretudo quando tiver que escolher o prazo de pagamento.

Não deixe derrapar nenhum destes indicadores. Isto é, seja ponderado na escolha do prazo, pois se este se alongar muito no tempo, influenciará consideravelmente os restantes indicadores, podendo o crédito sair-lhe muito mais dispendioso do que deveria.

Qual o melhor crédito consolidado em outubro de 2019?

EntidadeTAEGValor do créditoPrestação mensal*Prazo de pagamentoMTIC
Cetelem13,0%20.000€391,31€72 meses28.174,08€
Cofidis13,4%20.000€395,10€72 meses28.446,96€
e-Loan9,63%20.000€362,29€72 meses26.085,00€
Unibanco13,6%20.000€396,72€72 meses28.563,66€
Younited10,89%20.000€374,41€72 meses26.957,52€

*Nota: Os valores relativos à TAEG e ao MTIC foram obtidos através de uma simulação nos sites oficiais das referidas instituições. Porém, de forma a uniformizar e facilitar a comparação entre créditos e a apresentar valores que efetivamente incluam todas as despesas e encargos associados ao crédito, dividimos o valor do MTIC pelo número de meses constantes no prazo de pagamento, de forma a que possa saber exatamente o montante a pagar nas prestações mensais.

De acordo com os resultados apresentados, podemos verificar que o melhor crédito consolidado em outubro de 2019 é o crédito oferecido pela e-Loan. Para o mesmo montante e prazo de pagamento, os valores da TAEG (9,63%) e do MTIC (26.085€) são definitivamente os mais baixos, o que fazem desta oferta a mais barata do mercado para o mês de outubro.

E se por um lado é o crédito mais barato, por outro também é o mais prático (melhor relação preço/ facilidade), uma vez que a mensalidade também é a mais baixa (310,54€).

Taxas máximas para o 4.º trimestre de 2019

Recorde-se que o Banco de Portugal calcula e publica trimestralmente as taxas máximas em vigor para cada tipo de crédito.

Estas taxas representam os limites máximos aos encargos que podem ser contratados em cada contrato de crédito – taxas estas que não podem ser ultrapassadas por nenhuma das instituições financeiras registadas no Banco de Portugal. Se lhe propuserem um contrato com taxas mais altas do que a referida abaixo, não se deixe enganar e denuncie essa questão ao regulador.

Assim sendo, as taxas máximas aplicáveis no 4.º trimestre de 2019 ao crédito consolidado são:

  • Outros Créditos Pessoais (sem finalidade específica, lar, consolidado e outras finalidades): 13,4%.

Mulher a analisar o melhor crédito consolidado do mercado

Qual o crédito consolidado ideal para si? Esta é a nossa análise

Crédito consolidado da Cetelem

EntidadeTAEGValor do créditoPrestação mensalPrazo de pagamentoMTIC
Cetelem13,0%20.000€391,31€72 meses28.174,08€

A Cetelem pertence ao Banco BNP Paribas Personal Finance e está no mercado desde 1993. É uma instituição de crédito registada no Banco de Portugal e, no que se refere ao crédito consolidado, a instituição permite juntar créditos pessoais, cartões de crédito e linhas de crédito.

Na contratação de crédito consolidado, a Cetelem não exige garantias adicionais, nomeadamente fiador ou mesmo a hipoteca de um bem. Além disso, e tal como acontece noutras agências, os créditos são solicitados online ou por telefone.

No que diz respeito ao montante e prazo indicados – e comparando com restantes instituições – o crédito consolidado na Cetelem não é um dos mais competitivos. Na comparação, é evidente que a taxa de juro não é uma das mais baixas, fator este que se reflete não só na prestação mensal, mas sobretudo no valor do MTIC.

  • Principal vantagem: poder acrescentar um valor extra para um novo projeto e ainda assim manter uma única mensalidade;
  • Principal desvantagem: TAEG elevada.

Conheça melhor a Cetelem e leia a nossa análise sobre as soluções de crédito que oferece.

Crédito consolidado da Cofidis

EntidadeTAEGValor do créditoPrestação mensalPrazo de pagamentoMTIC
Cofidis13,4%20.000€395,10€72 meses28.446,96€

Há mais de 20 anos em Portugal, a Cofidis já é uma instituição de crédito de referência, aliás, como a Cetelem. Ambas as instituições estão registadas no Banco de Portugal e são de confiança.

Importa recordar a este propósito que a Cofidis foi eleita “Escolha do Consumidor 2019” e “Marca de Confiança 2019” na categoria “Empresas de Crédito ao Consumo”, conquistando esta distinção pelo sexto ano consecutivo.

No que se refere ao crédito consolidado, a Cofidis permite juntar créditos pessoais, crédito automóvel e cartões de crédito. Além de poder juntar todos os seus créditos ao consumo num só, tem também a possibilidade de acrescentar um financiamento extra para um novo projeto. Aqui, os créditos também são solicitados online ou por telefone.

Para o montante e prazo definidos, e comparando com os restantes exemplos, o crédito consolidado da Cofidis é o segundo mais caro (logo a seguir ao Unibanco), com uma TAEG elevada (13,4%), a qual se reflete não só no custo total do crédito, mas sobretudo na prestação mensal a pagar.

  • Principal vantagem: processo efetuado online, portanto, rápido e pouco burocrático;
  • Principal desvantagem: TAEG bastante elevada.

Conheça melhor a Cofidis e veja a nossa análise detalhada do crédito consolidado da Cofidis.

Crédito consolidado da e-Loan

EntidadeTAEGValor do créditoPrestação mensalPrazo de pagamentoMTIC
e-Loan9,63%20.000€362,29€72 meses26.085,00€

Apesar de não ser muito conhecida do público geral, a e-Loan está no mercado desde 2004 e é uma instituição de crédito especializada na oferta de crédito consolidado. Não é de estranhar, por isso, que ofereça as condições mais competitivas (mais em conta) para esta solução de financiamento.

Tendo em consideração o mesmo montante e prazo de pagamento, é a instituição que oferece o melhor crédito consolidado para outubro de 2019. A TAEG é a mais baixa, tal como o valor do MTIC (26.085€) e a prestação mensal.

  • Principal vantagem: processo efetuado online, portanto, rápido e pouco burocrático;
  • Principal desvantagem: pouco conhecida do público geral.

Crédito pessoal do Unibanco

EntidadeTAEGValor do créditoPrestação mensalPrazo de pagamentoMTIC
Unibanco13,6%20.000€396,72€72 meses28.563,66€

O Unibanco pertence à UNICRE – instituição de crédito portuguesa – e está no mercado há mais de 43 anos. Dos exemplos apresentados, é a instituição de crédito que apresenta a maior taxa de juro (13,6%) para o montante e prazo referidos – valor este que se traduz no MTIC, que é o mais elevado.

Em outubro de 2019 é, por isso, a instituição que oferece o crédito consolidado mais caro.

  • Principal vantagem: processo pouco burocrático;
  • Principal desvantagem: o crédito mais caro em todos os indicadores.

Crédito consolidado da Younited Credit

EntidadeTAEGValor do créditoPrestação mensalPrazo de pagamentoMTIC
Younited10,89%20.000€374,41€72 meses26.957,52€

No segundo lugar do pódio do crédito consolidado mais barato, a seguir à e-Loan, está a Younited Credit. Fundada em 2008, é uma plataforma autorizada pelo Banco de Portugal e trabalha exclusivamente online. É sobretudo conhecida pela competitividade da sua oferta no que diz respeito a soluções de crédito.

Apesar de não bater as condições oferecidas pela e-Loan no que respeita ao crédito consolidado, é uma plataforma a ter em consideração na sua pesquisa por créditos em conta. Por norma, as condições que oferece, por exemplo, em termos de crédito pessoal são imbatíveis.

Saiba mais sobre a Younited Credit e confira a nossa análise sobre os seus produtos financeiros.

A opinião do Portal do Crédito

Temos aqui insistido que o crédito mais barato não é o que lhe apresenta a prestação mensal mais baixa. Voltamos a frisar esta questão, para não cair na armadilha de pedir um empréstimo tendo por base este indicador.

No entanto, particularmente no que diz respeito ao crédito consolidado, o valor da mensalidade é um fator relevante, pois quem o procura precisa exatamente de uma prestação baixa. Ainda assim, o ideal passará sempre por tentar encontrar um crédito com uma prestação, taxa de juro e MTIC razoáveis.

Se, neste momento, está a considerar pedir um crédito consolidado é porque precisa de mais liquidez mensal ou já não consegue fazer face às despesas com créditos.

Ainda bem, então, que está a gerir essa situação até para evitar entrar em incumprimento. Faça uso dos recursos ao seu dispor para recuperar o controlo das suas finanças.

Requisitos do crédito consolidado e alternativas

Importa não esquecer, contudo, que se já tem prestações em atraso, nenhuma instituição financeira registada no Banco de Portugal lhe poderá conceder crédito consolidado. Este é um dos principais requisitos desta solução de financiamento, imposto legalmente pelo regulador.

Se se encontra nesta situação, pondere outras alternativas, nomeadamente a renegociação de dívidas junto do seu banco ou mesmo um empréstimo entre particulares.

No primeiro caso, dirija-se ao seu banco e pergunte pelo plano de renegociação de dívidas. Por imposição do Banco de Portugal, todas as entidades bancárias são obrigadas a ter um. Importa recordar que, quando fizer o pedido, não lhe podem ser cobrados quaisquer custos por esse plano.

Já no caso do empréstimo entre particulares, não se esqueça que o Banco de Portugal mantém uma lista de entidades autorizadas a emprestar dinheiro a crédito. Esta lista existe para garantir que os consumidores não recorrem de forma indiscriminada a empresas de caráter duvidoso. Aconselhamo-lo, por isso, a evitar pedir dinheiro emprestado a empresas não habilitadas, até para não ser vítima de fraude.

Artigos relacionados

Se tiver alguma dúvida ou questão, fale connosco pelo Messenger
Viviane Soares
Viviane Soares é redatora e editora, com mais de três anos de experiência na escrita de artigos de finanças pessoais. No Portal do Crédito, tem como principal objetivo disponibilizar a melhor informação sobre financiamento, de forma prática e acessível.