VoltarTodos os artigos
João Fins
Revisto por João Fins
João Fins

Licenciado em Economia e com experiência em finanças pessoais. Como redator no Portal do Crédito, tenho a missão de ajudar esclarecer as dúvidas mais comuns dos nossos leitores, no que aos diferentes tipos de crédito diz respeito.

Crédito Para Férias: Quais os Melhores do Mercado?

Banner de artigo de crédito para férias

Sente que chegou o momento certo para fazer aquela viagem de sonho, mas ainda não tem o capital ou a almofada financeira para o concretizar? Para ultrapassar este constrangimento, pode sempre recorrer a um crédito para férias.

Neste artigo, iremos esclarecer em que consiste um crédito para férias, quais as melhores entidades financeiras para obter um e quais são as grandes vantagens e desvantagens deste género de crédito.


Portal Do Crédito

Consiga o Melhor Crédito!

Avaliação Grátis 100% Online Sem Compromisso

RECOMENDADO

Simular Já

Na realidade, um crédito para férias é um crédito pessoal com uma finalidade aplicada a viagens e férias. Serve para financiar estadias, excursões, bilhetes de avião, entre outras despesas relacionadas.

É um empréstimo que, por norma, apresenta prazos de pagamento mais curtos, montantes máximos inferiores a um empréstimo pessoal “normal” e acaba por ter taxas de juro um pouco mais baixas comparativamente com um crédito sem finalidade.

Por isso, aconselhamos aos nossos leitores, sempre que possível, a selecionarem a finalidade do empréstimo que pretendem obter.

Um crédito para férias é uma finalidade de um crédito pessoal.

Relembramos que, não é obrigatório definir a finalidade do crédito que pretende.

Todavia, ao fazê-lo, irá aumentar a probabilidade de conseguir, além de taxas de juro mais baixas, obter benefícios como isenção de comissões de abertura ou de reembolso.

Imagem de caderno aberto à procura do melhor crédito para férias do mercado.
Entidade Prazos de Pagamento TAEG Montante
Cetelem 12 – 36 Meses desde 7,2% 2.500 € – 10.000 €
Credibom 12 – 60 Meses desde 12,4% 3.000 € – 10.000 €
Cofidis 24 – 84 Meses desde 10,1% 5.000 € – 50.000 €
WiZink 24 – 84 Meses desde 9% 3.000 € – 30.000 €
Banco CTT 12 – 36 Meses desde 7,2% 2.500 € – 10.000 €
Younited Credit 24 – 84 Meses 1.000 € – 50.000 €
Valores atualizados em agosto de 2022

Escolher qual o melhor crédito férias para a sua carteira pode ser um desafio mais difícil do que aparenta à primeira vista.

Apesar de haver entidades financeiras de crédito com taxas de juro mais baixas que outras, a verdade é que, nem sempre a entidade com a taxa mais baixa será a que proporciona o crédito para férias mais barato.

Por outras palavras, por muito baixa que seja a taxa de juro, solicitar um crédito com prazo alargado ficará sempre mais caro do que contratar um com prazo mais curto.

Vamos a um exemplo?

Montante: 4.000 €

Prazo Pagamento TAEG Mensalidade MTIC
12 Meses 10,7% 342,80 € 4.219,20 €
24 Meses 8,1% 175,84 € 4.325,76 €
36 Meses 7,2% 120,24 € 4.434,24 €

Como podemos observar, um financiamento para férias a 12 meses significa um custo total de 4.219,20 €. Ou seja, irá pagar 219,20 € em juros e comissões.

Num crédito para férias com um prazo de pagamento a 36 meses, apesar da taxa de juro ser bastante inferior, o custo em juros e comissões chega aos 434,24 €.

Quanto maior o prazo de pagamento, mais caro irá sair o crédito.

Por outro lado, uma mensalidade para um prazo a 12 meses (342,80 €) é significativamente superior a uma de 36 meses (120,24 €).

O que poderá ser incomportável com os seus rendimentos e despesas atuais – exigindo uma maior taxa de esforço no seu orçamento mensal.

Assim, procure o ponto de equilíbrio entre o prazo de pagamento e o que está disposto a pagar mensalmente.

Para facilitar estas análises, poderá entrar em contacto com um intermediário de crédito. Estas, com base no seu perfil, procuram e apresentam o crédito mais barato do mercado sem custos ou compromissos associados.


Portal Do Crédito

Consiga o Melhor Crédito!

Avaliação Grátis 100% Online Sem Compromisso

RECOMENDADO

Simular Já

  • Pouco Burocrático
  • Aprovação em 24h
  • Adesão 100% Online
  • Prazos de Pagamento Curtos
  • Risco Endividamento

Um crédito pessoal, nomeadamente um crédito pessoal para férias, é caracterizado por ter prazos de aprovação e financiamento bastante rápidos.

Isto acontece, pois, existem poucas burocracias a serem preenchidas para que um dado consumidor consiga obter o capital pretendido.

Este processo torna-se ainda mais rápido, quando os clientes optam por simular e solicitar um crédito rápido.

Por outro lado, a maioria das entidades credoras apenas permitem obter este tipo de empréstimos com prazos de pagamento máximos mais curtos.

O que, se por um lado é positivo, pois o consumidor irá pagar menos juros durante a vigência do contrato, por outro, é sinal que a prestação mensal mínima possível será maior.

Solicite crédito apenas se souber que irá cumprir com as obrigações contratuais. Se entrar em incumprimento, poderá entrar na Lista Negra do Banco de Portugal.

Outro ponto a ter em consideração é o risco de endividamento.

Hoje em dia, existindo uma grande facilidade de solicitação de crédito, estando muitas das vezes à distância de meia dúzia de cliques, poderá haver um maior relaxamento em pedir altos financiamento superior e para situações pouco imperativas.

Pedir um crédito a uma entidade financeira acarreta sempre custos.

Por isso, seja que finalidade for, pedir um crédito deverá ser sempre uma decisão consciente e bem pensada – para evitar situações de endividamentos e incumprimentos de responsabilidades com as entidades credoras.

No entanto, solicitar um empréstimo rápido, em muitos casos, é a única solução para muitas famílias conseguirem pagar despesas de última hora que as põem numa situação financeira delicada.

Neste seguimento, pedir crédito para férias não é de facto uma necessidade primária.

Assim, aconselhamos os consumidores a criar uma poupança durante alguns meses para conseguirem financiar de forma parcial ou total as suas férias.

Por outro lado, existem sempre exceções, e o seu caso específico pode requerer de facto um pequeno financiamento para o ajudar na sua viagem.

Assim, se tiver que pedir um crédito para viajar, peça sempre um empréstimo com o prazo de pagamento o mais baixo possível.

Apesar de significar uma prestação maior, os custos do seu crédito serão inferiores.

Segundo o Banco de Portugal, a média de um prazo de pagamento de um crédito pessoal (onde se inclui os créditos para férias) foi de 4,9 anos.

Ora, apesar de haver créditos com finalidades mais baratas, em certas entidades este género de empréstimo poderá ter alguns benefícios que o poderão convencer. Tais como:

  • Isenções de Comissões de Abertura de Crédito;
  • Isenções de Comissões de Reembolso;
  • Taxas Fixas;
  • Seguros Específicos.

Por isso, faça simulações e analise sempre as propostas de cada financeira, antes de avançar para a assinatura de um contrato.

A contratação de um empréstimo para viagem tem a vantagem de implicar pouca burocracia.

No entanto, para que uma dada entidade financeira tenha condições de avaliar a viabilidade da sua solicitação de crédito, irá sempre requerer alguma documentação.

A mesma poderá mudar de entidade para entidade, todavia, de uma forma geral, são solicitados os seguintes documentos:

  • Comprovativo de Identificação: cartão do cidadão;
  • Comprovativo de Morada: última fatura de água, telefone ou TV Cabo;
  • Comprovativo IBAN de um dos titulares do contrato;
  • Último Recibo de Vencimento (aplicável em trabalhadores por conta de outrem);
  • Último Modelo 3 do IRS (aplicável em trabalhadores por conta própria);
  • Comprovativo de Pensão (se aplicável).

As entidades solicitam também o seu Mapa de Responsabilidades. Deverá aceder à “Central de Responsabilidades de Crédito” no website do Banco de Portugal.

Complicado? Não se preocupe!

As entidades estarão sempre ao seu lado durante todo o processo de aprovação e financiamento do capital pedido.

Portal Do Crédito

Um crédito para viajar pode ser recusado se não cumprir com os requisitos mínimos.

Ou seja, o seu crédito férias pode ser recusado se:

  • Dívidas Em Atraso: se estiver em incumprimento com alguma entidade financeira – estas são obrigadas a comunicar o endividamento ao Banco de Portugal;
  • Taxa De Esforço Elevada: se o esforço para pagar o crédito for demasiado elevado perante os seus rendimentos líquidos mensais – encontre o equilíbrio entre o que pode pagar mensalmente e o valor total do crédito.

Para conseguir ter uma equilíbrio orçamental mensal positivo, evite taxas de esforço acima dos 40%. Simule aqui a sua taxa de esforço!

Além destes fatores, poderá ter o seu crédito recusado se, tiver menos de 18 ou mais de 75 anos e se não for residência fiscal em Portugal.

Se a sua situação financeira é complicada e já tem créditos ativos, então poderá reduzir o seu esforço mensal com uma consolidação de créditos.

Ou seja, poderá juntar os seus créditos num só pagamento com um prazo mais alargado. Desta forma, irá conseguir reduzir significativamente a sua prestação mensal.

Saiba como juntar créditos num só com o nosso artigo Créditos Consolidados.


Portal Do Crédito

Consiga o Melhor Crédito!

Avaliação Grátis 100% Online Sem Compromisso

RECOMENDADO

Simular Já

Em suma, pedir um crédito para viajar é uma solução mais imediata para quem quer realizar uma viagem de última hora ou para quem precisa de financiamento para concretizar a suas férias de sonho.

Seja qual for a razão, pedir um crédito para férias acarreta sempre pagar juros.

No entanto, existem entidades que em que os valores a pagar pelo seu crédito poderão ser um pouco mais baixas que outras – poupando assim algumas centenas de euros.

Assim, aconselhamos a que analise bem:

  • Taxa Anual Efetiva Global (TAEG): é a taxa que engloba grande parte dos custos do empréstimo, incluindo a TAN.
  • Montante Total Imputado ao Consumidor (MTIC): é o custo total final a pagar pelo empréstimo para viagem. Quanto maior o valor, mais caro é o crédito.
  • Prazos de Pagamento: Por muito baixa que a taxa possa ser, quanto maior for o prazo de pagamento do seu crédito férias, maior será o custo total do mesmo.

Caso queira “poupar” tempo nestas análises, poderá sempre entrar contacto com uma intermediária de crédito, que o irá ajudar a encontrar o crédito férias ideal, sem custos ou compromissos.

Perguntas e Respostas

Como posso solicitar um crédito para férias?

Após selecionar a entidade financeira, deverá fazer uma simulação do crédito que pretende solicitar um pedido de financiamento.

Para que o pedido seja analisado e aprovado, terá de enviar diversa documentação, como um comprovativo de identidade, morada fiscal, IBAN e de rendimentos.

Em caso de aprovação, a entidade enviará um contrato para possa ler as condições do empréstimo e assinar. Em muitas entidades, num prazo médio de 48h úteis após a aprovação, irá receber o capital solicitado na sua conta.

O que é um crédito férias?

Um crédito para férias é uma finalidade de um crédito pessoal. Caracteriza-se por ser um crédito rápido e fácil de ser solicitado.

Serve para financiar despesas com viagens como, por exemplo, bilhetes de avião, estadias, excursões, entre outros.

Qual o melhor crédito para viajar?

O melhor crédito para viajar irá depender de inúmeros fatores, como, por exemplo:

  • Taxa Anual Efetiva Global (TAEG)
  • Prazo de Pagamento
  • Montante a ser Financiado
  • Perfil de Risco do Cliente

Deste modo, o melhor crédito para viajar será aquele que lhe permitir pagar menos em juros tendo em conta o prazo de pagamento e montante selecionado.