Guia do Crédito

TAN vs TAEG: o que são e quais as diferenças

tan vs taeg

Antes de contratar um crédito, independentemente da sua tipologia – crédito habitação, pessoal ou crédito automóvel -, deve sempre analisar as taxas de juro que lhe estão associadas, uma vez que estas terão um impacto muito significativo no custo global do empréstimo. Por exemplo, no caso de pretender contrair um crédito pessoal, importa perceber o que diferencia TAN vs TAEG, já que estão sempre bem explícitas em todos os contratos de crédito.

Este é, talvez, um dos principais desafios de quem pretende contrair um empréstimo, descortinar o real significado e importância das taxas apresentadas, sejam estas a TAN, a TAEG, a TAE ou mesmo a TAER.

Antes de mais, é de salientar que se está a pensar contratar um crédito à habitação a TAE ou a TAER são taxas relevantes para comparar ofertas de diferentes instituições financeiras. Já no caso do crédito pessoal, a taxa mais importante é, de facto, a TAEG. Mas, por que razão?

TAN vs TAEG: o que as distingue?

TAN – Taxa Anual Nominal

Tal como o nome indica, a TAN é uma taxa anual que, grosso modo, mede o custo do crédito. Contudo, sendo uma taxa intermédia, aplica-se apenas ao valor do montante a contratar e ao prazo de pagamento acordado. Isto significa que não inclui outras despesas inerentes à contratação de crédito.

Sendo uma taxa anual, para calcular o seu valor mensal é necessário dividi-lo em 12 prestações. Se o cálculo for semestral, deve dividir-se esse valor por dois ou quatro caso se trate de um valor trimestral.

Apesar de muitos portugueses confundirem a TAN com o Spread, é de referir que esta taxa corresponde à soma da Euribor e do Spread para empréstimos com taxas variáveis, refletindo o custo anual do crédito sem que sejam consideradas as despesas obrigatórias.

TAEG – Taxa Anual Efetiva Global

A TAEG, também expressa numa percentagem anual, é um dos principais indicadores a ter em consideração num pedido de crédito, uma vez que representa os custos globais do empréstimo e que permite avaliar qual a instituição financeira que oferece as melhores condições de crédito.

E que custos são esses? Apesar de cada banco ou instituição financeira determinar o valor das suas próprias taxas – tendo em conta o valor a emprestar, os prazos de pagamento ou mesmo as garantias dadas -, a TAEG inclui, por norma os seguintes custos:

  • Juros
  • Comissões
  • Impostos
  • Seguros obrigatórios para o pedido de crédito
  • Comissões de manutenção de contas bancárias
  • Outras despesas associadas ao contrato de crédito

A fórmula para calcular a TAEG está disposta no anexo I do Decreto-lei 133/09, de 2 de Junho.

simular crédito

TAN vs TAEG: tire partido dos simuladores

No que toca ao crédito pessoal, analise todas as ofertas de mercado para, assim, escolher o crédito que mais se adapta às suas necessidades e, claro, que lhe ofereça as melhores condições. Recordamos a este propósito que o facto de uma instituição financeira apresentar uma TAN baixa, isso não quer dizer que o custo do crédito também seja baixo.

Há instituições que até podem praticar a TAN mais baixa, mas, em contrapartida, poderão exigir a contratação de outros produtos financeiros como, por exemplo, a contratação de cartões de crédito. Se tiver em consideração a TAEG estará a fazer uma análise mais rigorosa dos valores envolvidos, pois irá comparar propostas com todos os custos incluídos.

Desenvolvido com a mais recente tecnologia, o nosso simulador, visa identificar a entidade com as melhores condições de crédito pessoal para si, de acordo com as suas necessidades e características do seu perfil. Tem acesso, em tempo real, às taxas de juro e condições das várias entidades de financiamento em Portugal.

Resumindo

A TAN é uma taxa utilizada para se efetuar os cálculos dos juros num pedido de crédito. Ou seja, é através desta taxa que é medido o custo do crédito, servindo para calcular a prestação mensal a pagar. De salientar, contudo, que a TAN aplica-se apenas ao valor do montante a contratar e ao prazo de pagamento acordado, não incluindo outras despesas inerentes à contratação de crédito.

É por esta razão que a TAEG é a taxa mais relevante quando se analisa e se compara propostas de crédito de diferentes instituições financeiras, uma vez que inclui o preço total do crédito, nomeadamente despesas de cobranças de reembolsos, juros, impostos, comissões, seguros obrigatórios e outros encargos inerentes ao crédito.

Artigos relacionados

[adinserter block="2"]
Viviane Soares
Viviane Soares é redatora e editora, com mais de três anos de experiência na escrita de artigos de finanças pessoais. No Portal do Crédito, tem como principal objetivo disponibilizar a melhor informação sobre financiamento, de forma prática e acessível.