Crédito Habitação

Crédito habitação: 6 fatores que os bancos têm em consideração

crédito habitaçao fatores bancos
: o Portal do Crédito não publica artigos patrocinados. O nosso conteúdo é independente e não favorece nenhuma entidade em particular.

A compra de uma casa é um marco na vida de qualquer pessoa, mas, frequentemente, acaba por ser um processo cansativo e desgastante. Tudo começa na procura pela casa ideal, existem ofertas para todos os gostos. No entanto, nem sempre a casa de sonho tem o preço ideal.


Comparador de Crédito

Simule sem compromissos e conheça a melhor solução de crédito para o seu pedido.

SIMULAR AGORA

No sentido de o ajudar a ver o seu crédito habitação aprovado, vamos partilhar neste artigo 6 fatores que os bancos têm em consideração na análise de um pedido deste tipo de crédito.

Para começar gostávamos de evidenciar que: o crédito habitação é um negócio para os bancos. Algumas pessoas pensam que os créditos habitação são um tipo de financiamento com os quais os bancos não procuram lucrar, no entanto não é verdade. É um negócio e como qualquer negócio, o objetivo é ter lucro.

Por isso o seu crédito habitação será mais facilmente aprovado e terá melhor condições quanto menor risco o seu pedido representar para o banco.

Crédito Habitação: fatores que os bancos têm em consideração

1. Histórico de crédito

Um dos fatores que os bancos analisam é o seu histórico de crédito. Vão verificar se tem créditos em seu nome e analisar se possui um historial limpo, ou seja, garantir que não teve nenhuma falha de pagamento.

Naturalmente, se teve algum incumprimento no passado, os bancos irão ficar hesitantes em aceder ao seu pedido de crédito habitação.

Para além da análise do histórico de crédito, o fato de possuir outros créditos vai entrar para o cálculo da taxa de esforço.

Recentemente, o Banco de Portugal emanou as seguintes recomendações às entidades credoras de crédito habitação (não são obrigatórias):

  • Duração máxima do crédito de 30 anos;
  • Os titulares dos créditos devem entrar com um montante de 20% do total pedido;
  • Os credores devem financiar no máximo 90% do valor da avaliação do imóvel.

2. Conta bancária sempre com saldo positivo

Outro fator que os bancos vão ter em consideração é se a sua conta de débito (conta bancária) atinge valores negativos com frequência.

Se for o caso, esta particularidade vai prejudicar a análise do seu pedido de crédito habitação, uma vez que é considerado um fator de risco.

Se antes do crédito, é comum ter a sua conta bancária com saldo negativo, é expectável que a pagar as mensalidades do crédito habitação isso aconteça ainda com maior frequência, o que suscita desconfiança na entidade credora.

3. Estabilidade profissional e tipo de contrato

A situação profissional no nosso país não é a mais estável, por isso, infelizmente, acontece com relativa frequência cortes nos ordenados ou despedimentos.

Este é um fator fulcral na análise do seu pedido de crédito habitação. Para os bancos, estar a trabalhar é um fator praticamente obrigatório. Dentro deste cenário, o que proporcionará melhores condições são os casos de trabalhadores com contratos efetivos e que se encontram a trabalhar na mesma empresa por mais de 18 meses.

4. Capital de entrada

Se tiver um montante considerável poupado e o possa aplicar como entrada inicial, é um fator que os bancos consideram bastante positivo.

Para começar, os bancos financiam entre 80% e 90% do valor da avaliação do imóvel, por isso terá que dar algum valor de entrada. Quanto maior for esse valor, maior será a probabilidade de ver o seu crédito habitação aprovado e melhores serão as condições de financiamento.

crédito habitação

Antes de contratar um crédito habitação, saiba qual o melhor crédito habitação do momento. Todos os meses analisamos as taxas e condições dos vários bancos e revelamos qual a entidade com condições mais vantajosas.

5. Ter dois titulares

Para os bancos é uma segurança extra o fato de haver um segundo titular do crédito, pois caso o primeiro titular entre em incumprimento, é expectável que o segundo titular assegure o esforço do pagamento mensal.

No fim, aquilo que os bancos procuram é sempre diminuir os seus riscos, por conseguinte, quanto mais sinais e seguranças tiverem, mais facilmente irão aprovar o financiamento.

6. Idade

Em qualquer tipo de crédito, a idade conta. Estudos indicam que quanto mais nova é uma pessoa, menor é a sua capacidade financeira e mais instável é a situação profissional.

Quanto menor a idade, maior a probabilidade de mudanças de emprego o que representa um determinado risco para os bancos. Tal como indicamos no ponto 3, o fato da pessoa ser efetiva e estar na mesma empresa há mais de 18 meses é um bom indicador, portanto os bancos não encaram com bons olhos mudanças de emprego, mesmo que tenham sido para melhores condições. Acima de tudo, estabilidade. Este é uma das razões pelas quais, por exemplo, funcionários públicos têm frequentemente mais facilidade em contratar créditos.

A idade preferencial dos bancos é a partir dos 25 anos.

Análise final

Ao seguir os nossos conselhos, a probabilidade de ver o seu crédito habitação é maior, no entanto, queremos relembrar que cada caso é um caso.

Algo imprescindível é efetuar simulações de crédito habitação em diversas entidades, no fim elas concorrem entre si e poderá negociar mais facilmente com os bancos caso tenha outras propostas na mesa.

Ao simular no Portal do Crédito, iremos analisar as suas necessidades específicas e, de acordo com o seu perfil, indicar a entidade com as melhores condições.

Artigos relacionados

Se tiver alguma dúvida ou questão, fale connosco pelo Messenger